Felipe Neto compra briga com Bolsonaro, que volta a defender tratamento precoce contra a Covid-19

Felipe Neto
Felipe Neto se revolta com tweet de Jair Bolsonaro sobre o tratamento precoce para a Covid-19                   (Imagem: Reprodução – YouTube – SBT / Montagem – RD1)

Felipe Neto ficou possesso com mais uma declaração do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) a favor do tratamento precoce contra a Covid-19 usando a cloroquina e a ivermectina, remédios sem eficácia comprovada contra o vírus.

O desabafo do youtuber aconteceu nos comentários de uma publicação do Chefe do Executivo no Twitter. Em ataque à CPI da Covid, em Brasília, Bolsonaro escreveu:

“Resposta aos inquisidores da CPI sobre o tratamento precoce: 1- Uns médicos receitam Cloroquina; 2- Outros a Ivermectina; e 3- O terceiro grupo (o do Mandetta), manda o infectado ir para casa e só procurar um hospital quando sentir falta de ar (para ser entubado)”.

O recado de Bolsonaro foi feito após a ida do ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, na CPI. Mandetta foi demitido pelo presidente no início da pandemia do coronavírus, em 2020, por não ter aceitado as posições do governo a respeito do tratamento precoce, além de outras questões ligadas à pandemia, como a aversão ao isolamento social.

Felipe Neto se meteu e mandou um quarto argumento para o “capitão”. “4- Alguns médicos assassinam pacientes utilizando método que você ligou para rádio para defender que fosse utilizado”, lembrou. Como prova, o ativista compartilhou notícias da revista Época e da IstoÉ Dinheiro, a primeira sobre o telefonema para a rádio.

A segunda notícias, mais grave, sobre a morte de três pacientes no Rio Grande do Sul após nebulização de cloroquina. A médica responsável virou alvo de uma investigação do Ministério Público.

Confira:

Paulo CarvalhoPaulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email paullocarvalho19@gmail.com.
Veja mais ›