Felipe Neto expõe número de mortos no Brasil, compara com outros países e deixa web apavorada

Felipe Neto
Felipe Neto mostra números de mortos por Covid-19 no Brasil (Imagem: Reprodução / YouTube)

Felipe Neto mostrou a triste realidade do Brasil em meio à pandemia do coronavírus. Ontem (16), quando o país atingiu a terrível marca de 2.997 mortes por Covid-19, o youtuber comparou a nossa situação com outros países.

“Mortes por Covid-19 nas últimas 24h no Brasil: 2997 mortos”, divulgou no Twitter. “Números de mortos contabilizados dia 15/06/2021 [em outros países]”, completou ele.

No post, uma lista de 13 países com números de óbitos muito abaixo na comparação com o Brasil. Austrália e Israel apareceram sem registros de mortes ontem. Portugal apareceu com 2 mortes nas últimas 24 horas, e Cuba surgiu com 8 mortos por Covid-19.

Os Estados Unidos, com um número de habitantes maior que o Brasil, atingiu 389 mortos pelo vírus em um único dia. A lista continuou com México (241), Alemanha (135), França (80), Japão (67), Itália (63), Canadá (29) e Inglaterra (10).

“Brasil acima de tudo, mortes acima de todos”, refletiu um internauta nos comentários. “Meu País tá afundando nas mãos de um monstro que finge ser líder”, desabafou outro.

“Caraca mano… Como ainda tem pessoas negando a necessidade das vacinas?”, questionou um terceiro. “Se continuar nesse patamar, o Brasil vai passar o Estados Unidos facilmente…”, considerou mais um.

Felipe Neto perdeu a paciência com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na última semana por causa de mais um comentário do “capitão” sobre uma suposta fraude eleitoral em 2018.

“Esse filho da put* continua repetindo ter provas de que venceu no 1° turno [em 2018] e teve fraude eleitoral. Eu não entendo como ele pode continuar falando isso sem acontecer nada. Já são 15 meses desde que ele prometeu que mostraria as provas. Quinze meses”, detonou ele.

No vídeo exposto pelo ativista, Bolsonaro falou sobre a fraude, mas não apresentou provas. “Eu fui eleito no 1º turno e tenho prova material disso, mas o sistema e a fraude, que existiu sim, me jogou para o 2º turno. Outras coisas aconteceram e eu acabei ganhando porque eu tive muitos votos”, explicou.

Confira:

Paulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email [email protected].
Veja mais ›