Felipe Neto
Felipe Neto ironizou ministro da Educação no Twitter (Imagem: Reprodução – Twitter / Montagem – RD1)

Felipe Neto voltou a usar o Twitter para fazer críticas ao governo de Jair Bolsonaro (sem partido). Desta vez, o alvo foi o ministro da Educação, Abraham Weintraub, que ganhou destaque na última semana por responder um tuíte com um erro de português.

Nesta segunda-feira (13), o youtuber simulou uma invasão em seu perfil que, segundo ele, teria sido feita por Weintraub. “Atenção, compartilhe essa message: Oscar foi comprado pelo PT com dinheiro da Lei Ruanei, isso foi confirmado em delassão premiada da Odrebret”, escreveu.

“Oscar sempre foi comunista só ver a estátua que é um homem pelado, ou seja, homossexual pra indusir crianças. Boicote ao Oscar”, finalizou. A brincadeira também fez menção ao fato do documentário Democracia em Vertigem, que narra o processo de impeachment de Dilma Rousseff (PT), ser indicado ao prêmio.

Depois, Felipe Neto tranquilizou os seguidores. “Desculpa gente, o ministro da educação invadiu meu twitter e postou isso. Perdão, já troquei a senha”, publicou. Seguidores do youtuber entraram na brincadeira.

“Felipe Neto, se um dia eu te critiquei eu retiro tudo que disse! Você é espetáculo. Socorro!”, disse um internauta. “Ministro da educação não teria capacidade nem de digitar a sua senha se você desse pra ele”, apontou outro seguidor. “Felipe Neto já tá alcançando um nível de humor igual ao do saudoso Millôr Fernandes”, comparou mais um.

Felipe Neto pede boicote à Record após polêmica em vídeo de Edir Macedo

Felipe Neto voltou a usar o Twitter para expor sua opinião e, de quebra, deixar os internautas divididos. Desta vez, o youtuber se posicionou de maneira contrária e crítica após o vídeo polêmico envolvendo declarações do bispo Edir Macedo, dono da Record.

A repercussão começou depois de um vídeo repercutir na web. Nele, o líder religioso surge pedindo a fiéis, durante um culto na Igreja Universal, que “o Espírito Santo quer que você ponha a mão no bolso”.

Retuitando uma matéria sobre o tema feita pelo jornal O Globo, Neto não só criticou a atitude de Edir como, também, fez referência às recentes manifestações e pedidos de boicote à Netflix e o especial de Natal do Porta dos Fundos.

“Isso aqui não ofende a fé não, né? Cadê a revolta? Cadê as manifestações? O boicote à Record? Cadê?”, escreveu ele, indignado. Vários seguidores responderam ao tuíte do youtuber, que registra mais de 51 mil curtidas.

“Isso tudo bem. Problema é ser gay”, disse Marcelo Adnet. “Roubar dinheiro de quem mais precisa tá certo, agora fazer um vídeo zoando essa mesma religião que rouba os pobres é errado. Talvez faça sentido na cabeça desse povo”, disparou outro fã.

Você está ficando de fora...

Não perca nada!

Saiba tudo o que está em alta no Instagram dos Famosos.

SIGA AGORA