Fernanda Machado abre o coração e revela dores na amamentação

Fernanda Machado
Fernanda Machado teve dificuldades para amamentar o filho (Imagem: Reprodução / Instagram)

Enquanto Leo, filho de Fernanda Machado, completa 6 meses de idade, a atriz celebra o fato de ter conseguido alimentar o filho exclusivamente com leite materno até essa idade. No Instagram, a atriz abriu o coração e revelou os momentos difíceis que passou por causa da amamentação.

“6 meses de amamentação exclusiva. Eu nunca imaginei que amamentar meu segundo filho seria tão desafiador. Pra que a gente possa seguir amamentando um recém nascido, é preciso que todas as estrelas estejam alinhadas. Hoje, mais do que nunca, entendo todas as mães, que por algum motivo não seguiram amamentando. Eu conheço a sua dor e você tem todo meu carinho“, iniciou a artista.

Sincera, Fernanda relatou o que viveu: “1 mês atrás, quando Leo estava com 5 meses, chegamos num ponto que achei que não conseguiríamos mais seguir com a amamentação. Foram 3 mastites, ductos entupidos o tempo todo, Leo tendo dificuldade de ganhar peso, e eu amamentando com dor, peito sangrando e muitas lágrimas. Fui de hiperlactação, doando leite, para baixa produção e recebemos leite de uma doadora maravilhosa”.

“Tudo por conta de restrições orais que o Leo tinha e que não foram diagnosticadas quando ele nasceu, e nem nos primeiros meses. Foi muito difícil seguir amamentando com essas complicações, mas eu já havia passado por uma gravidez complicada, não tive o parto normal que eu queria, perdi meu útero no parto, passei por tudo isso sem ter a minha família por perto. Eu sentia que a única coisa que eu ainda tinha, era a amamentação. E eu fiz o possível e o impossível pra chegar até aqui e seguir amamentando o Leo”, contou a mãezona.

Feliz, Machado continuou: “Nem acredito que conseguimos! Depois de meses de lágrimas e dor, após o procedimento pra liberar a língua presa e o freio labial do Leo, há 1 mês amamento sem dor, e ele vem ganhando peso rapidamente! Eu não teria conseguido chegar até aqui sem o apoio do meu marido, da Dr. Katrina Michell, que virou minha amiga de tanto suporte que me deu, e a querida Heather, mãe maravilhosa, que doou seu leite para o Leo quando precisamos”.

“Amamentar é um super poder, mas pra que a gente siga com esse super poder por bastante tempo, precisamos de muito suporte! Espero poder seguir amamentando Leo por muitos anos, como fiz com o Lucca! E quem sabe em breve, ele vai receber os anticorpos para o Covid, através do meu leite, quando eu tomar a vacina“, concluiu.

Carol BittencourtCarol Bittencourt
Caroline Bittencourt é jornalista, pós-graduada em Comunicação e Design Digital. Atua como redatora e produtora de conteúdo para redes sociais. Apaixonada por séries e filmes, adora passar o tempo na Netflix. Está nas redes sociais no @bittencourt.caroline.
Veja mais ›