Fernanda Nobre fala sobre relacionamento aberto com dramaturgo

Fernanda Nobre
A atriz Fernanda Nobre revelou detalhes sobre o seu relacionamento aberto com o dramaturgo José Roberto Jardim (Imagem: Reprodução / Instagram)

Casada com o ator e dramaturgo José Roberto Jardim desde 2014, a atriz Fernanda Nobre, de 37 anos, mantém uma relação aberta com o parceiro e costuma abordar essa realidade com seus seguidores. Em entrevista ao podcast Calcinha Larga, a famosa comentou sobre o início do namoro.

“Quando nos conhecemos, eu estava transando com dois amigos dele ao mesmo tempo. E ele falava: ‘Cara, não vou namorar você. Você está no auge da sua potência, no auge da sua liberdade sexual, e acho lindo isso’. E eu não entendia. ‘Estou transando com todo mundo, ó. Você não está namorando comigo’. E ele ‘Tá! Tudo bem’”, contou Fernanda.

Ao falar a respeito do marido, ela não poupou elogios. “Um cara mais seguro e tem essa generosidade. Eu achava difícil de compreender isso, como se fosse uma falta de amor, mas me apaixonei”, confidenciou. “O José tem essa generosidade, esse amor. Eu, menos. Sou de um lugar mais egoísta. Ano passado li um livro que tem uma frase que me tocou: “Quando você namora um cara, encontra um sapo que vai transformar em príncipe”.

“E os homens olham para a gente do jeito que a gente é, e eles odeiam que a gente mude o nosso jeito. E eles se apaixonam pelo jeito como a gente é, e depois eles ficam ressentidos conforme a gente vai mudando durante os anos. O Zé fala muito isso”, complementou.

A artista definiu a busca pelo relacionamento aberto como uma “equidade sexual, equidade de liberdade” e que nem tudo acontece apenas porque a relação é aberta. “Nunca vivi (a situação de) ele transar com uma pessoa mais de uma vez. Nunca vivemos isso. Não há essa regra, só não vivemos isso até hoje”, explicou.

Ela confidenciou ainda que tentou, a princípio, um namoro sério. “Ficamos um tempo na monogamia, certinha… E eu insegura, coisa que não tinha quando estava sem o rótulo. Eu não vivia em insegurança”. Ela ressalta que não vê a possibilidade de manter esse tipo de relação após a maternidade: ”Quando você é mãe, essa equidade já não existe, por mais que você tenha um marido muito maneiro, muito parceiro, um pai muito presente (…). Imagina a culpa de se afastar do filho para transar?”, indagou.

Atriz desde os oito anos, Fernanda Nobre contou que ao crescer rejeitou o rótulo de ‘princesa’ e ‘fofa’:Odiava que as pessoas falassem que eu era fofa. Era como se estivessem me xingando. Com a maturidade encontrei esse equilíbrio”, analisou.

AvatarDa Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›