Globo abraça ideia de dividir Paulistão 2022 com serviços de streaming

Globo
Cléber Machado é a voz principal do Paulistão; Globo negocia acordo com a FPF (Imagem: Reprodução / Globo)

Com uma pegada mais leve, a Globo enviou uma proposta para a renovação do Paulistão a partir da próxima temporada aos dirigentes da FPF (Federação Paulista de Futebol). Disposta a pagar pelos jogos, o canal carioca está de acordo em dividir o torneio com a concorrência.

Para a renovação do acordo, a Globo vai ser obrigada a dividir as partidas com o YouTube e, muito provavelmente, com uma plataforma de streaming a ser revelada. Segundo o Notícias da TV, a emissora espera evoluir no diálogo com a federação.

Para a TV dos Marinho, o Campeonato Paulista é o carro-chefe da programação esportiva nos primeiros meses do ano. O Paulistão é sinônimo de alta audiência e faturamento pelos clássicos envolvendo times como Corinthians, Santos, São Paulo e Palmeiras.

Em relação ao impacto do campeonato estadual na programação anual, a final entre Palmeiras e São Paulo é a maior audiência do ano: 30,1 pontos de média. Nenhum clássico do Campeonato Brasileiro chegou ao resultado até o momento.

Ainda de acordo com a reportagem, a FPF analisa outras propostas, mas não pretende tirar os jogos da TV aberta. Por falar nisso, o SBT tem demonstrado interesse, mas sem propostas oficiais até esta quinta-feira (26).

A Globo é detentora do maior campeonato do país, o Brasileirão, e soma em seu catálogo a Copa do Brasil. Neste ano, a Eurocopa foi transmitida na íntegra pelo SporTV com jogos importantes na TV aberta. O SBT, por sua vez, tem na mão a Copa Libertadores, a Champions League e a Europa League. O Carioca, abandonado pela Globo no ano passado, é da Record.

Carta aberta

Em carta divulgada aos clubes da Série A e B do Campeonato Brasileiro, a Globo afirma que incentiva o futebol brasileiro desde a década de 1970 e que já destinou bilhões de reais para o fortalecimento do esporte que rendeu bons frutos financeiros para as duas partes.

“Nos últimos meses muito tem se falado da relação da Globo com o futebol. Alguns tentam nos colocar como opositores de vocês, clubes. Em quase cinco décadas de parceria e investimentos, temos certeza que nossos caminhos foram convergentes e tiveram objetivo comum: um futebol forte e equilibrado para o torcedor”, diz a carta.

O comunicado segue: “Não podemos deixar de lembrar dessa história, que foi dedicada à valorização do esporte que é a paixão de todos nós. […] Acreditamos muito no futebol brasileiro e, por isso, nunca medimos esforços para desenvolvê-lo como um negócio lucrativo para todas as partes”.

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›