Globo desiste de estaduais e guarda dinheiro para atacar o SBT

Globo
Globo prepara caixa para investir em 2022 (Imagem: Reprodução / Globo)

O prejuízo milionário da Globo revelado no balanço do 1º semestre pode explicar a surpreendente inércia do canal na luta pelos direitos de transmissão do Campeonato Paulista, mas a questão vai além dos R$ 114 milhões e, de certa forma, envolve o desejo da empresa em tirar um produto do SBT.

Segundo o UOL, dentro da Globo existe a premissa que os campeonatos estaduais não possuem a mesma relevância de antes e, por conta disso, o foco para o ano que vem é readquirir a Libertadores, atualmente com o canal de Silvio Santos, e a Sul-Americana.

E mais: o streaming, o maior investimento do Plim Plim nos últimos anos, está cada vez mais forte. A vontade da alta cúpula da emissora carioca é colocar mais esportes dentro do Globoplay. É um caminho sem volta para os especialistas no assunto.

É preciso deixar claro que o mundo esportivo na TV tem outra cara. Até 2020, tudo era na Globo. Agora, o bolo das transmissões do futebol brasileiro e internacional tem uma nova cara. SBT, Record e Band estão com bons produtos para os seus telespectadores.

Em relação aos estaduais, as emissoras concorrentes da Globo estão interessadas em torneios como o Gaúcho e Mineiro. A Record já tem demonstrado interesse nos dois campeonatos, enquanto o SBT visa apenas o torneio do sul.

Prejuízo

No início desta semana, a Globo informou os seus rendimentos no 1º semestre. O lucro operacional da Globo teve uma queda de R$ 814 milhões, ou 133% a menos do que no primeiro semestre de 2020. A emissora fechou o primeiro semestre de 2021 com um prejuízo de R$ 114 milhões.

“Programas como Big Brother Brasil, telenovelas, esportes ao vivo e reality shows resultaram em importante recuperação das receitas de merchandising e publicidade nos canais digitais, free to air e por assinatura”, comunicou.

“Custos e despesas foram 36% superiores ao primeiro semestre de 2020, impactados pelo retorno de eventos esportivos ao vivo e pela amortização de direitos esportivos de R$ 503 milhões, devido ao grande reescalonamento de jogos que afetou todas as competições do futebol brasileiro no ano de 2021”, explicou.

Gostou do conteúdo? Siga @rd1oficial no Instagram e RD1.com.br no Facebook para acompanhar as últimas notícias dos famosos.

MAIS LIDAS

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›