Globo grava Todas as Mulheres do Mundo, série inspirada na obra de Domingos Oliveira

Todas as Mulheres do Mundo
Emílio Dantas protagoniza nova série da Globo, Todas as Mulheres do Mundo (Imagem: Divulgação / Globo)

Inspirada na obra de Domingos Oliveira, autor morto em março deste ano, aos 82 anos, a série Todas as Mulheres do Mundo está em fase de gravação nos Estúdios Globo, no Rio de Janeiro. Dividida em 12 episódios, a produção é uma releitura, adaptada aos dias atuais, com reflexões filosóficas sobre a vida, amor e a morte, através do humor.

Cada episódio tem um personagem diferente, junto com participações especiais, para contar uma história diferente de amor à primeira vista. O elo de ligações que permeia a vida destas mulheres que protagonizam a trama é o fato delas manterem relações com o mesmo homem, Paulo, interpretado por Emílio Dantas, um arquiteto mulherengo.

Paulo tem a paixão como combustível para a vida e se envolve de corpo e alma em cada uma das relações que vivencia. Mas também sofre profundamente quando é abandonado por elas. Por todas elas.

“Todas as Mulheres do Mundo é uma série sobre o amor, sobre liberdade. Domingos era um poeta da paixão. Era apaixonado pelo amor, pela vida e pela arte, e apresentava sua visão de mundo, sua originalidade, em tudo que produzia. A série será uma oportunidade para todos os brasileiros conhecerem a poesia de um grande artista”, afirmou o autor Jorge Furtado, que escreve a obra com Janaína Fischer.

Liderada pela diretora artística Patricia Pedrosa, a equipe da série conta um olhar feminino para a obra, fazendo questão de montar um time com várias lideranças femininas. O título ganhou histórias e personagens inéditos, criados exclusivamente para o projeto, e contou com a contribuição do próprio Domingos, que ainda em vida leu roteiros e fez sugestões ao texto escrito pelos autores. Oito textos originais do dramaturgo foram usados como referência.

Integralmente gravada no Rio de Janeiro, Todas as Mulheres do Mundo tem o bairro de Copacabana, reduto de Domingos Oliveira, como o coração das cenas. Ao todo, 71 locações externas representam 60% das gravações, que também tiveram sequências na Região Serrana do Rio de Janeiro.

Além de Emilio Dantas, Sophie Charlotte (considerada uma das musas do dramaturgo), Matheus Nachtergaele, Martha Nowill, Maria Ribeiro e Lilia Cabral fazem parte do casting, assim como atores que trabalharam ou conviveram com Domingos Oliveira, como a ex-mulher, Priscilla Rozenbaum, e a filha dele, Maria Mariana.