Globo muda postura e dedica mais tempo a protestos contra Bolsonaro; Bonner e Renata são ovacionados

Globo
Globo muda postura e dedica mais tempo a protestos contra Bolsonaro; Bonner e Renata são ovacionados (Imagens: Reprodução – Globoplay / Montagem – RD1)

Milhares de brasileiros escolheram o sábado (19) para se manifestar contra o governo de Jair Bolsonaro e sua ineficiência para conter a pandemia da Covid-19, além de pedir mais vacinas. A Globo adotou uma postura mais atenta a esse dia, rendendo elogios especiais a William Bonner e Renata Vasconcellos.

Vale citar que essa não foi a primeira iniciativa popular deste ano, já que o povo fez o mesmo há 1 mês. Na ocasião, a GloboNews não deu tanto espaço aos protestos e foi criticada nas redes sociais. Já desta vez, os noticiários do canal fechado mostraram cenas desde o começo do dia e pela tarde entrou ao vivo da Avenida Paulista, em São Paulo (SP), foco maior desse ato.

No Jornal Hoje, na Globo, a matéria sobre as manifestações rendeu aproximadamente 2 minutos no mês passado, enquanto neste sábado (19) — com a apresentação de Cesar Tralli — ultrapassou os 3 minutos, além de fazer parte da escalada, de forma inédita.

O mesmo fenômeno foi notado no Jornal Nacional, que abordou o ato contra o Governo Bolsonaro numa pauta de 5 minutos e 38 segundos, pouco mais de 2 minutos a menos que no mês passado. O telejornal da emissora citou os “milhares de manifestantes” nas ruas, sendo que da última vez não os quantificou.

A edição do JN, excepcionalmente apresentado por William Bonner e Renata Vasconcellos, frisou que os presentes nessa passeata se preocuparam com as medidas sanitárias, tomaram atitudes para evitar aglomeração e estiveram pacíficos, com exceção de poucos atos vândalos em SP.

Além de tudo, os âncoras apareceram vestidos de preto, demonstrando luto, e protagonizaram um editorial contundente, apontando culpados e expondo a cronologia de irresponsabilidades que levaram a quase 500 mil mortes pelo novo coronavírus. Pelo conjunto da obra, Bonner e Renata foram elogiados.

“Não me canso de enaltecer (…) eles são incríveis”, declarou uma no Twitter. “Tô até respirando fundo depois desse editorial que o Bonner e Renata Vasconcellos leram no final do Jornal Nacional e tomara que os outros veículos de mídia aprendam também, hein?”, continuou mais uma, elogiando a postura do JN e da Globo como um todo.

Um jornalista da EPTV, afiliada da emissora em Campinas, deu seu depoimento: “Foram 16 meses muito difíceis. Ataques, xingamentos, escondendo o crachá, tirando a logo do carro de reportagem, contando mortos, atendendo familiares que não conseguiam leitos e conscientizando. Mistura de impotência com orgulho

Confira:

Matheus Henrique Menezes
Oficialmente redator desde 2017. Experiências como editor e social media. Já escrevi sobre famosos, TV, novelas, música, reality show, política e pauta LGBTI+. Vídeos complementares no YouTube, no canal Benzatheus.
Veja mais ›