Globo tira do ar matéria feita por repórteres brancos com Danilo Avelar, acusado de racismo

Danilo Avelar
Danilo Avelar sofre veto da Globo após episódio de racismo (Imagem: Reprodução / Instagram)

Com medo de represálias por parte da torcida, a Globo vetou uma entrevista com o lateral Danilo Avelar, do Corinthians, após um erro na escalação da equipe chamada para entrevistá-lo. O jogador foi afastado e multado pelo time paulista após um episódio de racismo.

A entrevista contou apenas com repórteres brancos e isso causou pânico na Globo em razão dos desdobramentos envolvendo o comentário racista de Avelar. O bate-papo ficou 20 minutos no ar na última quinta-feira (23) no GE.com, mas saiu do ar logo depois.

Segundo o Notícias da TV, a reportagem foi gravada pelos setoristas do Corinthians: Ana Canhedo, Bruno Cassucci e Marcelo Braga. Na matéria, Danilo Avelar falou abertamente sobre a acusação de racismo e sua situação no clube.

Fora de campo desde outubro do ano passado, quando sofreu uma lesão no joelho, o atleta ganhou os holofotes depois da exposição do seu comentário racista durante um jogo online. Em resposta ao usuário rival, no dia 23 de junho, ele disparou: “Filho de rapariga preta”.

Em nota à reportagem, a Globo informou que “a decisão da utilização das pautas é editorial” e que “elas são avaliadas diariamente, em todas as etapas, da apuração à finalização”. De acordo com o canal, a entrevista com Danilo Avelar era de exclusividade do seu site de esportes, “sem exibição na TV”.

Avelar foi vetado pela Globo, mas não pela Band. Ontem, o jogador conversou ao vivo com o Craque Neto, no Os Donos da Bola, e desabafou:

“Fui infeliz naquele jogo, no vídeo game, em que me exaltei, estava ali em confronto com um estrangeiro, um argentino, quem joga esses jogos sabe que o ambiente é perturbador ali, porque não tem meu rosto, não tem minha imagem, ali eu sou um anônimo, digamos assim. Fui provocado por esse estrangeiro e acabei usando as palavras de conotação racista, fui muito infeliz, me envergonho plenamente disso, errei muito, tenho plena consciência disso”.

Avelar permaneceu os últimos três meses em silêncio, mas não ficou parado. “Fui conversar com pessoas que vivem esse problema diariamente e eu fui tentar entender o porquê eu, com o privilégio de um homem branco, que está em uma sociedade com racismo estrutural tão forte, acabo cometendo certos deslizes”, declarou.

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›