Globo vai lançar oficialmente a nova Juma Marruá, de Pantanal, no Fantástico

Fantástico
Alanis Guillen será Juma Marruá em remake de Pantanal; Globo prepara anúncio (Imagem: Divulgação / Globo)

No próximo domingo (19), o Fantástico vai exibir a primeira entrevista com Alanis Guillen, a aposta da produção do remake de Pantanal para viver Juma Marruá. Oficialmente, é a primeira vez que a atriz vai aparecer na tela da Globo como a escolhida para o papel.

Curiosamente, no anúncio divulgado sobre os especiais produzidos para a revista eletrônica, a Globo fez mistério e não revelou a identidade da artista:

“Será um Fantástico de novidades e conteúdos especiais, como uma entrevista com a atriz que fará o papel de Juma Marruá no remake de Pantanal”.

Ao celebrar 2.500 edições, o programa vai contar com uma nova abertura. “Desta vez, aos quatro elementos da natureza, ar, terra, água e fogo soma-se um quinto: dados transformados em arte e movimento”, diz a Globo.

“A narrativa inclui tecnologia de ponta usada na indústria cinematográfica mundial e lança um olhar contemporâneo para o mundo, dialogando com o legado de vanguarda, arte e inovação, que sempre deram o tom das aberturas do dominical”, afirma.

“O programa tem uma fórmula que não envelhece. Tem informação, entretenimento, denúncia, comportamento. Estamos sempre buscando inovar e tratar os temas com profundidade. É para isso que a equipe segue se desafiando sempre”, comenta a apresentadora Poliana Abritta.

“O Fantástico é um programa de vanguarda. Quando surge alguma coisa diferente, ela aparece primeiro no Fantástico. É uma característica do programa e das pessoas que fazem parte da equipe. Estamos sempre arriscando, pensando em formatos diferentes para surpreender”, completa Tadeu Schmidt.

A atração vai contar com a estreia de Ilusões de Risco, que traz o ilusionismo de volta ao programa. A dupla Henry Vargas e Klauss Durães promete usar alta tecnologia e uma linguagem moderna para recriar, em quatro episódios, alguns dos números mais famosos e perigosos do mundo.

“Queremos que as pessoas se divirtam e acreditem que o impossível é uma ilusão. Isso é muito forte na nossa história. A mágica abre essa visão para o universo de que tudo é possível”, adiantam os ilusionistas, que se apaixonaram pelo universo assistindo a David Copperfield no Fantástico dos anos 90.

MAIS LIDAS

Paulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email [email protected].
Veja mais ›