Com A Usurpadora, SBT reforça domínio mexicano e turbina grade insossa

SBT
Sandra Echeverría e Andrés Palacios, protagonistas de A Usurpadora; remake reforça prestígio de tramas mexicanas no SBT (Imagem: Divulgação / Televisa)

Os folhetins mexicanos fazem parte do DNA do SBT. Os índices de audiência de Coração Indomável e Amores Verdadeiros atestam o êxito do bloco Novelas da Tarde – hoje responsável pelos melhores números da emissora entre segunda e sexta-feira. Não à toa, o canal de Silvio Santos já anuncia a exibição de Te Dou a Vida, após ‘Amores’, e promete para “breve” o remake de A Usurpadora.

A aposta se intensifica no momento em que, além do apreço junto ao público de TV aberta, as produções da Televisa encontram adeptos em outras plataformas, como o Globoplay e a Guigo TV. Não é difícil concluir que, diante da aposta de concorrentes em mexicanas, o SBT decidiu mostrar quem manda…

Por lá, a importação teve início com Os Ricos Também Choram, em 1982. Entre idas e vindas, as novelas constituíram parte importante da história da emissora. Ciclos como o do início dos anos 1990, marcado pelo êxito de Carrossel, ou de 2000, quando quatro ou cinco tramas serviam de sala de espera para versões nacionais de textos da Televisa, antecederam o atual, propulsor dos índices.

A Usurpadora, série de 25 capítulos ainda sem data de estreia definida e horário anunciado, vem aproveitar o bom momento e reforçar a imagem do SBT perante os telespectadores dos folhetins mexicanos. A torcida é para que a obra ganhe o horário nobre, numa “homenagem” às guerreiras da tarde e como medida para reforçar a grade cada dia mais combalida do canal.

Falando nisso

O SBT encaminhou para dublagem outros títulos da história recente da Televisa. A substituta de Coração Indomável, muito provavelmente, sairá desta leva. Há, porém, novelas exibidas recentemente, de desempenhos tão bons quanto as atuais, aptas para reprises numa sessão dedicada exclusivamente a isso – talvez entre o Bom Dia & Cia e o Fofocalizando, faixa em que a emissora patina nos números. Casos de Mar de Amor, A Gata, Amanhã é Para Sempre, A Que Não Podia Amar e, finalizadas há pouco, Quando me Apaixono e Triunfo de Amor.

Saindo do papel

Adiado por causa da pandemia da Covid-19, o programa de entrevistas de William Waack finalmente vai sair na CNN Brasil. No próximo domingo, dia 26 de setembro, às 21h45, WW estreia com o propósito de levar opiniões e olhares diversos sobre a realidade brasileira ao público. Waack terá três convidados – como juristas, economistas, representantes de grandes empresas, entre outros especialistas – para debater os temas mais relevantes e complexos. O formato está sendo lançado depois que o âncora voltou aos estúdios, após a vacinação.

É festa!

Daniela Albuquerque está em um mês de comemoração. A apresentadora vem celebrando seis anos de exibição do Sensacional na grade de programação da RedeTV!. Para festejar o período, ela recorda entrevistas com personalidades que abriram sua intimidade. “Apresentar um programa de entrevistas com tantos convidados especiais é sempre um grande prazer! Comemorar mais um ano do ‘Sensacional’ é brindar com o público o carinho que recebemos a cada semana. Que venham muitos anos mais!”, destacou a famosa.

Cotados

A terceira edição do novo Caldeirão, neste sábado (18), contará com um momento bem inusitado. Na atração, Marcos Mion receberá Tadeu Schmidt em quadro. Com isso, os globais ficarão frente a frente. Eles são dois dos nomes mais citados para substituir Tiago Leifert no BBB 2022. Além do titular do Fantástico, o semanal terá Renata Ceribelli. Os dois jornalistas participam do quadro Sobe o Som. No Tem ou Não Tem, a disputa dos 30 mil reais fica entre Rafael Infante e Isis Valverde.

No exterior

Depois de encantar os brasileiros, agora é a vez de Amor de Mãe emocionar o público do Uruguai. Chamada de Corazón de Madre, a trama estreia pela primeira vez em espanhol no dia 20 de setembro, através do canal Teledoce. O folhetim protagonizado por Regina Casé, Adriana Esteves e Taís Araújo substituirá no país A Dona do Pedaço. A novela da Maria da Paz (Juliana Paes) tem sido considerada um grande sucesso no país vizinho.

Duh Secco e Luiz Fábio Almeida
A coluna Curto-Circuito é assinada por Duh Secco e Luiz Fábio Almeida, editores-assistentes do RD1 e reúne, de terça a sábado, logo cedinho, o que é e vai virar notícia nas próximas horas envolvendo os movimentados bastidores da TV.
Veja mais ›