Globo vai ter que aumentar valor dado aos clubes em 2021

Globo
Globo vai desembolsar mais dinheiro para os clubes (Imagem: Reprodução / Globo)

Por questões contratuais, a Globo vai ter que reajustar o contrato com os times do Campeonato Brasileiro em R$ 126 milhões para a temporada 2021, que começa no final do mês, logo após a última rodada do campeonato nacional. O reajuste está previsto no contrato assinado entre emissora e clubes.

O motivo da mudança é por causa da alta nos índices de inflação, especialmente o Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M). O contrato determina que o reajuste será feito pelo FCM (Fator de Correção Monetária). A informação é do UOL Esporte.

O valor é obtido pela média entre os índices de inflação IGPM e IPCA. Em 2019, o valor de referência era R$ 1,1 bilhão por todos os contratos das TVs aberta e fechada. Só Globo desembolsaria R$ 860 milhões. No ano passado, os clubes receberam R$ 911 milhões da empresa.

Em 2020, o IGPM deu um salto gigantesco e atingiu 13,84%, subindo o valor em 126 milhões. Ao todo, o canal da família Marinho vai ter que desembolsar 1,034 bilhão aos clubes brasileiros neste ano.

Ainda de acordo com a reportagem, Corinthians e Flamengo têm um mínimo garantido nos contratos de pay-per-view. A maioria dos times, no entanto, não tem o direito constatado no contrato.

A Globo preencheu todos as cotas de patrocínio para o Futebol 2021 mesmo com a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus. Com as seis cotas vendidas para este ano, o canal praticamente assegurou uma receita bruta de quase R$ 1,9 bilhão. A última empresa que fechou acordo foi o Grupo Petrópolis, fabricante da cerveja Itaipava.

Cada cota passou a valer R$ 311,7 milhões, R$ 4 milhões a mais na comparação com o ano passado. Casas Bahia, Vivo, Itaú, General Motors, Hypera Pharma e Grupo Petrópolis assumiram o compromisso com a emissora carioca e terão os seus produtos divulgados em 63 jogos ao vivo na TV aberta.

Na TV por assinatura, as empresas Vivo, Bradesco, Fiat e Sportingbet assinaram com cada cota valendo R$ 123 milhões. No final do ano, a receita bruta da emissora da família Marinho pode se aproximar, apenas com o Futebol Nacional e seleção brasileira ao valor de R$ 3,148 bilhões.

AvatarDa Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›