GloboNews vaza dados de voluntário da CoronaVac

Maria Beltrão
Maria Beltrão comanda o Estúdio i, na GloboNews (Imagem: Reprodução / GloboNews)

A GloboNews deixou explícito os dados do voluntário da CoronaVac que cometeu suicídio no final do mês passado. O erro do canal de notícias da Globo ocorreu na última terça-feira (10), após o anúncio de que os testes da vacina contra a Covid-19 foram paralisados pela Anvisa.

O Estúdio i tratou do assunto e expôs o Boletim de Ocorrência que registrou a morte do voluntário, um homem de 33 anos. O telejornal exibiu o nome, endereço e RG do rapaz. Assim que percebeu, o canal corrigiu o erro.

A CoronaVac se tornou a principal arma do Brasil na luta contra o novo coronavírus. Desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, a vacina foi apontada na lista das mais avançadas em todo o mundo.

Com a morte do voluntário, a Anvisa determinou a suspensão dos testes até que novas informações sobre o motivo do óbito fossem divulgadas. Enquanto isso, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) comemorou a paralisação dos testes e, consequentemente, a morte do voluntário.

“Morte, invalidez, anomalia. Esta é a vacina que o Dória queria obrigar a todos os paulistanos tomá-la. O presidente disse que a vacina jamais poderia ser obrigatória. Mais uma que Jair Bolsonaro ganha”, escreveu em uma rede social. Na manhã desta quarta-feira (11), a Anvisa autorizou a retomada dos testes.

CONTINUE LENDO →

Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter e escreve semanalmente para a coluna Você Sabia?. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email paullocarvalho19@gmail.com.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com