Ilha Record: Lucas Selfie e Pyong Lee disputam Desafio de Sobrevivência após votação acirrada

Ilha Record
Lucas Selfie e Pyong Lee disputam Desafio de Sobrevivência após votação acirrada no Ilha Record (Imagens: Reprodução – PlayPlus / Montagem – RD1)

Mesmo depois da eliminação surpresa de Mirella Santos, aconteceu mais uma votação no Ilha Record para definir quem seriam os dois participantes que enfrentariam o Desafio de Sobrevivência. Pyong Lee e Lucas Selfie foram os indicados após votação acirradíssima, assim correndo o perigo de ir ao Exílio.

Saiba tudo sobre o Ilha Record na cobertura do RD1

Tudo começou quando Nanah Damasceno repetiu o mesmo “erro” de Thomaz Costa e indicou Pyong, que era da mesma equipe dela, alegando que sentia que o explorador virou um rival:

Nesse jogo não dá para adiar decisões. Olhando 360 graus, essa pessoa é a única que poderia orquestrar coisas contra mim. Votando nessa pessoa eu posso dar um tiro no pé, mas ele deixou claro que votaria em mim quando conversou com o Matheus [Negão da BL]”.

O ex-BBB não reagiu tão bem à decisão da comandante e a alfinetou: “Achei que ela não seria hipócrita, porque na semana passada reclamou do Thomaz ter votado no Dinei. Eu sou a maior ameaça para todos aqui, então ela fez bem”.

Thomaz quase foi o segundo indicado, com os votos de Claudinho Matos, Any Borges, Lucas, Nanah e Negão da BL. Selfie teve o azar de receber seis votos: Pyong, Antonela Avellaneda, Laura Keller, Thomaz, Valesca Popozuda e Nadja Pessoa.

Assim, os dois que sempre foram tidos como os mais jogadores da mansão foram para o Desafio da Sobrevivência, que dessa vez exigiu rapidez, agilidade e habilidade, num circuito apresentado por Sabrina Sato. Pyong Lee venceu com folga e recebeu o pedaço do mapa de Lucas Selfie, que se atrapalhou na primeira etapa e foi mandado para o Exílio, junto com Dinei e Mirella. O ex-BBB, por ter vencido a prova, virou comandante de uma das equipes.

O novo exilado falou sobre o jogo dele e o do ilusionista: “O nosso jogo é muito arriscado por ele ser aberto. Pelo que eu li do jogo, eu poderia estar lá [na vila] agora, poderia talvez chegar perto de uma final, sem me mostrar muito, sem formar grupo, ficando ali no meio, a galera tentando conquistar voto… Mas esse não sou eu”.

Confira:

Matheus Henrique Menezes
Oficialmente redator desde 2017. Experiências como editor e social media. Já escrevi sobre famosos, TV, novelas, música, reality show, política e pauta LGBTI+. Vídeos complementares no YouTube, no canal Benzatheus.
Veja mais ›