Janja leva a pior em ação contra a Jovem Pan por fala polêmica

Jovem Pan
Janja processou Jovem Pan por fala polêmica envolvendo maconha (Imagem: Divulgação / Claudio Kbene / PR)

Janja da Silva levou a pior em uma briga na Justiça contra a Jovem Pan, após um comentário polêmico feito na emissora.

A situação aconteceu ao vivo, em setembro do ano passado, quando Pietra Bertolazzi afirmou que a mulher do presidente Lula seria usuária de drogas ilícitas e “apoiadora de artistas maconhistas”.

A primeira-dama alegou que a apresentadora divulgou informações falsas para manchar sua imagem e honra e exigiu que houvesse uma retratação pública.

Além disso, de acordo com informações do Uol, a defesa de Janja pediu a retirada definitiva do vídeo com o conteúdo das redes sociais.

Os advogados de Pietra alegaram que ela só quis criticar o posicionamento da esposa do presidente, em relação aos artistas que usam entorpecentes.

A apresentadora reforçou que usou “hipérbole, conjecturas e metáforas para dar ênfase à sua opinião, sem intenção de ofender a honrada autora”, ressaltando que ela é figura pública e pode ser criticada a qualquer momento.

Citada no processo, a Jovem Pan se defendeu dizendo que não tem qualquer relação contratual com Pietra e, por conta disso, não é responsável pelos comentários feitos por ela na ocasião:

“Houve repreensão pelo apresentador do programa, pois a opinião emitida era de caráter pessoal. Após o ocorrido, Pietra foi desconvidada de participar dos programas da Rádio, em virtude da quebra de confiança”.

Juíza explica decisão que tomou favorável a Jovem Pan

Responsável pelo caso, a juíza Gisele Valle Monteiro da Rocha, do Tribunal de Justiça de São Paulo, concordou que Janja pode sofrer críticas e elogios justamente por ser uma figura pública e participante ativa no cenário política.

A magistrada ainda alegou que o que foi dito pela apresentadora não gera qualquer violação aos direitos da personalidade da primeira-dama.

A juíza ressaltou que Pietra fez um comentário contundente “de forma exagerada e midiática, a fim de polemizar sua participação no programa”.

A juíza, então, negou o pedido de indenização de R$ 50 mil, além da solicitação de remoção do conteúdo das plataformas digitais.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui
Guinho SantosGuinho Santos
Guinho Santos é formado em Jornalismo e escreve sobre o universo das celebridades há dez anos. Reality show, bastidores da TV e novelas também são seus pontos fortes. Além disso, possui experiência como Social Media e apresentador. Seu canal na web é através do Instagram @guinhosantos__.