Jojo Todynho manda mensagem de apoio à Ludmilla após ataques racistas

Jojo Todynho e Ludmilla
Jojo Todynho manda mensagem de apoio à Ludmilla após ataques racistas (Imagens: Reprodução – Instagram / Montagem – RD1)

Ludmilla é uma mulher negra e vive um relacionamento homossexual, fatos que infelizmente ocasionam ataques homofóbicos e racistas. Depois do que aconteceu recentemente, Jojo Todynho resolveu mandar sua mensagem de apoio.

Resumindo a história, Ludmilla desativou todas as redes sociais por causa de várias ofensas de cunho racista que vinha recebendo. Pouco antes de sumir, a artista avisou que tomaria providências: “Estou tirando print de tudo porque isso é crime e vai pagar um por um“.

Lud, e aí minha preta? Quero te agradecer pelo carinho e pela força. Também vim aqui te dar forças e dizer que estou com você“, começou Jojo, demonstrando suporte total à colega de profissão e de gênero musical.

A campeã de A Fazenda 2020 ainda repudiou os episódios de racismo e terminou com palavras de incentivo: “Você sabe que eu amo a sua mãe, e tenho um enorme carinho e admiração por você… Pela mulher que você se tornou… Aquela menina que saiu de Caxias lutou para chegar onde está. Prego que se destaca toma martelada. Estamos juntas minha guerreira. Te amo“.

A assessoria de Ludmilla explicou que a atitude não é nenhuma ação de marketing e falou mais: “Durante o dia, a cantora já havia reclamado com sua equipe sobre os ataques racistas que vinha sofrendo chegando até a responder alguns tweets que diziam que ela responderia caso “jogassem casca de banana” entre outros insultos racistas e misóginos. Tais ataques vem ocorrendo ao longo da carreira de Ludmilla que, como é sabido, vem se posicionando não só contra crimes de raça, mas também de gênero“.

Confira:

Esse conteúdo não pode ser exibido em seu navegador.

Matheus Henrique MenezesMatheus Henrique Menezes
Oficialmente redator desde 2017. Experiências como editor e social media. Já escrevi sobre famosos, TV, novelas, música, reality show, política e pauta LGBTI+. Vídeos complementares no YouTube, no canal Benzatheus.
Veja mais ›