Juliana Paes é vítima de bandidos, cai em golpe e perde quase R$ 500 mil

Juliana Paes
Juliana Paes foi vítima de golpe (Imagem: Reprodução / Instagram)

Juliana Paes caiu em um golpe e acabou perdendo uma “bolada”. A atriz depositou quase R$ 500 mil para uma empresa chamada F2S Intermed de Negócios e, após perceber que havia sido vítima de criminosos, procurou as autoridades.

Segundo informações da colunista Fábia Oliveira, do jornal O Dia, as investigações provaram que o homem que se passava por dono da empresa desapareceu com quase meio milhão de reais da artista.

Tudo teria acontecido em maio de 2018, por intermédio de um consultor financeiro de confiança da artista, que também foi vítima do golpe.

Na ocasião, a F2S Intermet de Negócios captou dinheiro de investidores para compra de carros que, posteriormente, seriam revendidos. Os interessados teriam ficado encantados com a promessa de lucro de 4% a 8%. No entanto, esses negócios nunca foram concretizados.

Em maio deste ano, o Ministério Público de São Paulo pediu a prisão preventiva de quatro pessoas envolvidos no caso. De acordo com a denúncia, o “golpe era aplicado na forma de pirâmide contra vítimas certas e determinadas”.

Ainda de acordo com a publicação, entre os envolvidos no golpe estão o dono da F2S e a mulher dele, que recebia em uma conta bancária os valores que as vítimas depositavam na conta da empresa. Os golpistas movimentaram quase R$ 6 milhões, segundo informações obtidas após quebra do sigilo bancário.

Juliana Paes não foi a única vítima do grupo. Murilo Rosa teria perdido R$ 460 mil, enquanto Luís Fabiano acabou perdendo R$ 280. O consultor financeiro da global também perdeu R$ 84 mil nesse investimento.

Falando na famosa, ela decidiu revelar nos últimos dias um segredo guardado há pelo menos dois anos. Na época em que protagonizou A Dona do Pedaço, da Globo, a artista viveu um surto e recebeu o diagnóstico de transtorno de estresse pós-traumático e como consequência começou uma terapia. A perda da voz, a morte de sua cachorra e o falecimento de dois tios provocaram o quadro.

“Primeiro foi minha cachorra, Chloé. Ela estava há 21 anos comigo. Já esperava a morte dela. O problema foi a forma… Ela morreu afogada na minha piscina. Uma semana depois, foi meu tio mais próximo, irmão da minha mãe. Depois de sete dias, meu tio favorito, com quem eu tinha uma mentoria espiritual. Foram perdas próximas e não consegui viver o luto porque estava gravando”, comentou ao jornal O Globo.

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›