Juliana Paes se irrita por ser chamada de “bolsominion”: “Parem de encher meu saco”

Juliana Paes
Juliana Paes reagiu aos ataques dos últimos dias (Imagem: Reprodução/ Instagram)

Juliana Paes decidiu falar sobre ter sido apontada nas redes sociais como “bolsominion” — termo pejorativo usado na web para caracterizar apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) – e demonstrou que perdeu a paciência.

“Eu, bolsominion? Ser sensata e desejar que as pessoas parem de brigar não significa ser bolsominion. Parem de encher meu saco e feliz 2021”, disparou a atriz, em seu perfil no Twitter.

A global se manifestou depois que internautas resgataram declarações dadas por ela em 2019. Ao jornal O Globo, na época, ela havia afirmado que torcia para que o Brasil desse certo, mesmo não concordando com todas as opiniões do político.

“Torço para que o país dê certo, independentemente de quem esteja em Brasília. Não bato palma para tudo que o presidente Jair Bolsonaro diz, mas vamos apoiar já que ele está lá. Não vou boicotar. Essa polarização é boba”, disse ela, na ocasião.

Na entrevista, Juliana Paes também falou: “Não sou [bolsonarista], não. Minha posição política é bem particular e vivem querendo me rotular, me colocar de um lado ou outro. Já me acostumei a inventarem coisas sobre mim”.

Fábio AlmeidaFábio Almeida
Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e responsável pela coluna "Do Fundo do Baú", publicada às quintas-feiras no RD1, com conteúdos marcantes da história da TV brasileira. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser através do email luizfabio@rd1audiencia.com
Veja mais ›