Faustão
Justiça determinou que câmera afastado do “Domingão do Faustão” volte ao trabalho (Imagem: Reprodução / Globo)

A Globo perdeu em segunda instância a ação judicial movida por um câmera que trabalhava no “Domingão do Faustão” e que foi demitido em setembro do ano passado, após 18 anos de serviços prestados, em meio a um tratamento contra o alcoolismo. As informações são da coluna de Ricardo Feltrin, do “UOL”. 

A decisão foi determinada na semana passada pelo juiz Thiago Melosi Soria, da 34ª Vara do Trabalho. A sentença estabeleceu que o ex-funcionário deveria ser reintegrado ao posto que ocupava dentro da emissora, sob pena de multa de R$ 500 por dia; tal decisão foi mantida na última segunda-feira (15).

A desembargadora Lychantia Carolina Ramage, da 4ª Turma do TRT (Tribunal Regional do Trabalho) negou o pedido de liminar da Globo, através do mandado de segurança impetrado pelo canal dos Marinho contra a 34ª Vara.

O receio de dano irreparável ou de difícil reparação é justificado, diante da doença do autor, e da necessidade de dar continuidade ao tratamento médico“, disse o juiz na sua sentença. 

Constava-se nos autos que o problema com álcool do câmera era de conhecimento dos demais colegas, comprovado através de vídeos que mostravam o estado que o homem chegava para trabalhar. Em um deles, o próprio Fausto Silva aparece comentando: “(Ele) Chega bêbado, é uma loucura“.

Ainda no texto da decisão, o juiz afirma que pelo estado de saúde que o colaborador se encontrava não poderia ser afastado do trabalho. “Trata-se de doença estigmatizante, com relevantes reflexos sociais, não cabendo a demissão do trabalhador em tratamento da doença, ainda mais em uma emissora como a TV Globo“, apontou. 

🔵Boletim RD1 💥 Notícias dos Famosos

COMENTÁRIOS - Interaja Você Também! ⬇

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Esta opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo!