Justiça suspende decisão contra filme de Danilo Gentili e Fábio Porchat

Fábio Porchat em Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola
Justiça suspende decisão contra filme de Danilo Gentili e Fábio Porchat (Imagem: Reprodução)

A grande polêmica envolvendo o filme Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola, que tem Danilo Gentili e Fábio Porchat no elenco, continua rendendo novos capítulos. Depois de uma campanha contra o longa, a produção precisou ser retirada da plataformas de streaming. Porém, uma mudança aconteceu na última terça-feira (5).

A juíza Daniela Berwanger Martins, da 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro suspendeu nesta terça o despacho que obrigada a saída do filme das plataformas. A primeira decisão havia sido divulgada no último dia 15 de março, mas foi recebida como um ator de censura.

Alegando que o filme fazia apologia à pedofilia, a Secretaria Nacional de Justiça (SENAJUS) alterou a classificação do filme de 14 para 18 anos de idade. Por conta disso, a juíza considerou que esse primeiro despacho não tem mais validade, porque era baseado na classificação indicativa anterior.

Veja Também

“Considerando que falha na classificação indicativa do filme foi apontada como situação fática a dar ensejo à decisão, com a sua alteração para o limite máximo pela SENAJUS o motivo indicado para o ato deixa de se fazer presente”, diz o comunicado.

Primeira decisão deixa de valer após mudança de classificação

“Diante disso, é imperioso reconhecer que a decisão deixa de ter compatibilidade com a situação de fato que gerou a manifestação de vontade, tornando a motivação viciada, e, consequentemente, retirando o atributo de validade do ato”, informa a nova decisão.

Através de um pedido do Ministério Público Federal e a Associação Brasileira de Imprensa, a suspensão foi realizada alegando que a censura era um impedimento para a liberdade de expressão. Isso porque o filme de 2017 só sofreu esses ataques por conta de grupos bolsonaristas.

Depois de tomada a primeira decisão, o Ministério da Justiça também recomendou que o filme seja exibido após as 23h na televisão aberta. De acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente, canais de televisão aberta, por assinatura e serviços de streaming são obrigados a exibir a classificação indicativa recomendada, antes do início, para todas as obras audiovisuais.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

MAIS LIDAS

Henrique Carlos
Apaixonado por televisão e cinema, desde 2009 trabalha com internet. Já passou por grandes veículos de comunicação e teve experiência no rádio. Atualmente estuda para continuar crescendo na área e pode ser acompanhado através do perfil @henriquethe2 no Twitter.
Veja mais ›