Kelly Key choca ao lembrar das crises de psoríase e fala do preconceito com a doença

Kelly Key
Kelly Key choca ao lembrar das crises de psoríase e fala do preconceito com a doença (Imagem: Reprodução / Instagram)

Kelly Key pôde ser vacinada há quase duas semanas e chegou a mostrar o momento em que estava sendo imunizada contra a Covid-19. Ela teve essa chance por ter psoríase, que é uma doença autoimune, pauta de uma entrevista  reveladora com a revista Ela.

A cantora de 38 anos contou que reparou nesse problema quando estava morando fora do Brasil e dai começou o primeiro tratamento, não tão bem sucedido:

Durante minha temporada em Portugal, apareceram as primeiras lesões na pele, que ficaram mais intensas depois que tive Covid-19, em dezembro do ano passado. Fiz todos os exames, inclusive uma biópsia. Com o resultado em mãos, começamos a tratar a psoríase, uma doença autoimune. Mas sem muito sucesso”.

Há cinco meses, voltei para o Brasil com a família e procurei minha dermatologista. Manipulamos um tratamento, mas que não deu tanto resultado após um mês. Então, minha médica entrou com um imunossupressor”, continuou Kelly, contando que tudo começou a avançar em sua terra natal.

O relato mais chocante foi quando a mulher de Mico Freitas listou as coisas que aconteciam quando chegavam as crises de psoríase e o que está fazendo para combatê-las:

As lesões tomaram mais de 50% da minha pele: pernas, costas, cotovelos… A crise foi realmente séria. O remédio me salvou e hoje as lesões estão cicatrizadas. O que tenho são manchas esbranquiçadas, que irão desaparecer logo logo. Mas ainda preciso tomar o imunossupressor por um período”.

Kelly Key disse que nunca sentiu o preconceito, mas que ouve depoimentos de pessoas que são discriminadas: “É muito desagradável termos uma cabeça descamando, que arde e dói, porque essa doença machuca. É muito dolorido e olhar do outro para essas lesões não é legal, desagradável. Então, a questão psicológica é um agravante. Temos vários gatilhos que podemos desenvolver”.

A artista até pensou em mostrar algumas das imagens, mas apenas quando se sentir preparada para isso: “Evidentemente, que não mostrei 100% da fase mais crítica da doença. Até tenho essas imagens, mas quero compartilhar quando estiver recuperada. É mais interessante para deixar claro que somos capazes de dar a volta por cima e controlar essa situação”.

AvatarDa Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›