Kelly Key desabafa por ter sido chamada de “vulgar” no início da carreira

Kelly Key
Kelly Key se arrepende de tatuagem e toma atitude drástica (Imagem: Reprodução / Instagram)

Kelly Key está com 38 anos de idade e conta com 20 de carreira, mas revelou que as coisas não foram nada fáceis para ela no início. Na época, a famosa focava no público adolescente e foi bastante criticada por conta de suas músicas.

Em entrevista à Marie Claire, ela falou sobre o assunto e disparou:Quando comecei a trabalhar fazia as minhas músicas, que são autorais, que eram pedaços dos meus diários. Queria transformá-los em música”.

“Quando lancei a música, que começaram a me ouvir, fui criticada como toda mulher, infelizmente, é até hoje. Mas eu nem sabia o que era empoderamento, não fazíamos ideia que o feminismo viraria o movimento que virou”, explicou.

“Eu fui classificada como vulgar, fútil – e ainda na minha adolescência, eu tinha 18 anos. Não foi fácil. É muito bom ver o que construí lá atrás. Quando fiz um álbum comemorativo de 20 anos fui abordada de uma forma tão simpática”, prosseguiu.

“É interessante quando me colocam nesse lugar de pioneira, da pessoa que marcou uma geração. Acho que a real noção só cai tempos depois. É muito maior do que ter uma música em primeiro lugar ou fazer vários shows”, revelou.

“Vai além da música, é sua vida. É ir à luta para trabalhar, para sustentar um filho. Virar referência nesse aspecto dá uma importância muito maior do que uma música tocar e tudo mais”, disse ainda.

Mãe de Suzanna Freitas, que nasceu bem na época que ela começou, Kelly Key revelou: “Eu me vejo muito nela. Principalmente quando ela quer produzir e ganhar o próprio dinheiro. Ela sempre foi assim, desde muito novinha”. E prosseguiu:

“Com 15 anos ela queria maquiar as amigas para ganhar o próprio dinheiro e eu sempre fui assim. Não tenho uma história triste para contar, mas sempre quis batalhar por mim, me dediquei muito ao meu trabalho, sempre fui muito responsável. Vejo isso na Suzana. Ela é muito nova e muito responsável”.

Atualmente, ela conta com um canal no YouTube e falou sobre a ousadia nos conteúdos: “Meu canal me permite uma linguagem muito mais liberal. Estou com meu marido, compartilhando nossas experiências de vida”.

“Não é como se só estivesse, sozinha, falando sobre sexo, por exemplo. E a gente conversa muito, tem muito diálogo. Porque eu acho que estar junto é uma escolha. Nossa parceria é o que faz dar certo”, completou.

AvatarDa Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›