Leo Picon se revolta ao ver Lula livre e ameaça deixar o Brasil

Leo Picon solta o verbo sobre Lula livre (Imagem: Reprodução – Instagram / Montagem – RD1)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teve todas as condenações relacionadas à Lava Jato anuladas e isso deixou o influenciador Leo Picon revoltado nas redes sociais.

Por meio do Twitter, ele disparou: “2022, entre Lula, Bolsonaro e pegar meu passaporte europeu e meter o pé daqui eu já sei o que eu escolho”. E foi aí que ele foi detonado.

Muitas pessoas o acusaram de ser “elitista” e de pensar apenas em si. Em resposta, ele admitiu: “Tô ligado que esse tweet irrita gados. Tanto PTistas quanto doS BolsonistaS”.

“E tb faz pessoas me xingarem de rico, como se isso fosse errado. Sou um jovem trabalhador com muitos sonhos e quero viver num país que abrace meus sonhos, não num país que vai a ladeira abaixo”, completou.

Mas os internautas também rebateram: “Então por que você já não foi? Por que continua aqui? O cenário atual não te incomoda também? kk”. Outro foi mais específico e retrucou:

“Bolsonaro governa pra pessoas ricas e nada impede ele de realizar os sonhos dele já que nada no dinheiro! O governo Lula incomoda porque pobre tem mais dignidade, o rico nunca quer ver ninguém melhor do que eles, por isso é um governo que incomoda tanto. Ele só tá sendo hipócrita”.

Vale lembrar que Luciano Huck também falou sobre a decisão do ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal), que tornou o petista elegível para 2022.

Apontado como candidato à eleição do próximo ano, o apresentador da Globo cutucou o possível concorrente e disse que “figurinha repetida não completa álbum”, em referência a uma possível eleição do líder da esquerda.

“No Brasil, o futuro é duvidoso e o passado é incerto. Na democracia, a Corte Suprema tem a última palavra na Justiça. É respeitar a decisão do STF e refletir com equilíbrio sobre o momento e o que vem pela frente. Mas uma coisa é fato: figurinha repetida não completa álbum”, alfinetou no Twitter.

O post rendeu mais de 18 mil interações em pouco mais de 24 horas. Muitos lembraram que Luciano Huck defendeu a eleição do então candidato Jair Bolsonaro, na época do PSL, na disputa Com Fernando Haddad, do PT, em 2018.

“[Sobre a alusão as figurinhas] A boa a gente coleciona e usa sempre que a situação aperta”, revidou uma internauta. Melhor não pedir as figurinhas dele, sabemos que não são boas companhias… Temos Moro, Aécio”, lembrou mais um

“Agora você está livre para substituir o Faustão aos domingos e continuar ganhando milhões com a miséria alheia na TV”, apontou um terceiro. “Tá vendo? Até quando você perde, você ganha”, brincou.

“Luciano, o futuro de fato é incerto, mas o passado ninguém muda. Por mais que você não goste de admitir, a prisão do Lula foi política e só serviu à eleição do atual desgoverno. E só para deixar claro: quase qualquer figurinha é melhor do que a figura maligna que ocupa a presidência!”, devolveu outro.

Confira:

AvatarDa Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›