Liberdade de Maria Bruaca emociona em Pantanal

Pantanal
Isabel Teixeira brilhou em cena importante de Maria Bruaca em Pantanal (Imagem: Divulgação / Globo)

Embora já tenha feito muitos elogios a Pantanal, a coluna nunca deu uma nota ou qualquer outro tipo de avaliação. Então hoje vai uma nota 10 com louvor para as cenas em que Maria Bruaca se libertou da opressão do marido.

Isabel Teixeira brilhou e emocionou na descoberta da traição sofrida pela personagem e, mais ainda, nas cenas em que ganha a “liberdade”. Sem medo de ser feliz ela abriu a porta de casa e se jogou no Pantanal. Foi lindo assistir as descobertas de Maria, o seu olhar curioso como o de uma criança descobrindo o mundo.

A trama, que é ficção, retrata o abuso e o sofrimento de muitas mulheres na vida real. E o exemplo da coragem e da revolução da personagem é um grande serviço ao telespectador.

Veja Também

E mais, a frase que vai entrar para história: “Bruaca é sua mãe que te colocou no mundo”.

Outro destaque…

Mais uma cena que merece ser comentada é a da morte trágica de Madeleine. Chegou a dar um aperto no peito o momento do choque do avião na água e os segundos de tela preta. Karina Teles vai deixar saudades.

Trocas e aprendizados

Taís Araújo, uma das protagonistas de Cara e Coragem, próxima novela das sete, elogiou a humildade da autora Claudia Souto:

“Muito bom ver uma autora que não se coloca como Deus. Ela ouve o que temos pra acrescentar, reflete no tipo de história que estamos contando. Nunca tive tanto diálogo, é um grande passo na dramaturgia. E acho que é possível por serem duas mulheres no comando”.

Claudia e a diretora Natalia Grimberg se colocam atentas ao que o elenco negro tem a dizer sobre sua cultura e já mudaram cenas por conta disso.

A autora explica que é fruto de uma dramaturgia formada pelo patriarcado branco. “Agradeço a generosidade de vocês me ensinarem. É um absurdo olhar para o país e eu ainda ter que aprender. A gente espera mudar essa visão. Os atores me inspiram e vou colocando no texto coisas que aprendo com eles todos os dias.”

Viva o cinema nacional

Hoje, em comemoração aos 60 anos da conquista da Palma de Ouro, em Cannes, na França, para o filme O Pagador de Promessas, o Canal Brasil exibe uma programação especial.

A partir das 19h30, o documentário Oswaldo Massaini e o Pagador De Promessas, dirigido por Aníbal Massaini Neto, que relembra o desenvolvimento da produção e revela curiosidades da adaptação da obra de Dias Gomes a partir de depoimentos de estrelas do elenco, como Glória Menezes, Norma Bengell e Antonio Pitanga, e grandes nomes da nossa cinematografia, como Cacá Diegues, Nelson Pereira dos Santos, Miguel Faria Jr., Tarcísio Meira, Maurice Capovilla, entre outros. Em seguida, será apresentado o clássico O Pagador de Promessas.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Fernanda Menezes Côrtes
Fernanda Menezes Côrtes é jornalista, com mais de 20 anos de experiência em assessoria de comunicação, sendo os últimos onze anos voltados ao mundo do entretenimento e da televisão. Trabalhou na comunicação da Globo e do Canal Viva e como assessora de artistas.
Veja mais ›