Lucélia Santos pede “panelaço contínuo” de seguidores contra Bolsonaro

Lucélia Santos
Lucélia Santos pede panelaço contra Bolsonaro (Imagem: Reprodução – Instagram – Agência Brasil / Montagem – RD1)

Lucélia Santos desabafou sobre o crescimento no número de óbitos diários pelo novo coronavírus no país e decidiu intensificar uma campanha pelo impeachment do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Em rede social, a famosa propôs que haja um “panelaço contínuo” contra o chefe do Executivo e ainda chamou o político de “genocida”, por causa das vítimas da pandemia da covid-19.

“Proponho um panelaço continuo como forma de expulsão desse sujeito lá do Planalto. Do início ao fim do Brasil, um batuque organizado e dirigida, 24 hs por dia: – #ForaBolsonaroGenocida até se transformar numa linha de mantra e se introjetar no inconsciente coletivo #forabolso…”, disparou a atriz.

A artista também falou sobre as pessoas que ignoram as restrições impostas pelos governadores para controlar a disseminação da doença, que já matou mais de 300 mil brasileiros.

“No primeiro fim de semana após a antecipação de feriados em São Paulo e no Rio, banhistas ignoraram restrições e foram para as praias da zona sul carioca. Praças e ciclovias paulistanas ficaram lotadas, com muita gente sem máscara. As aglomerações acontecem num momento de colapso“, desabafou Lucélia Santos.

No ano passado, ela conversou com Pedro Bial em comemoração aos 70 anos da TV brasileira e abriu o jogo sobre um detalhe até então escondido após o seu sucesso em A Escrava Isaura (1976). Segundo a atriz, uma fake news foi causadora de um grande problema em sua carreira.

Por causa do enorme sucesso no exterior, pessoas passaram a falar mal dela. “Um pouco em função do sucesso demasiadamente grande que eu tive na minha carreira, e sucesso internacional, que é um caso específico na história dos atores brasileiros, que acho que gerei um certo nível de rejeição, ciúme e inveja, e fui vítima de um tipo de fake news, das pessoas terem uma necessidade de falar mal de mim e me difamarem por coisas que eu não fiz”, declarou.

Para ela, a difamação criada gerou ações negativas contra ela. “E venho pensando bastante nisso, porque há uma semelhança entre essa fake news da era pré-internet, e pré-redes sociais, com a de agora, que vem do mesmo sistema e do mesmo desempenho humano de rejeitar ou de querer atacar e rechaçar alguém”, desabafou.

“Eu queria fazer essa colocação, Bial, porque isso é tudo mentira. E me prejudicou um bocado no Brasil”, garantiu Lucélia.

Fábio AlmeidaFábio Almeida
Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e responsável pela coluna "Do Fundo do Baú", publicada às quintas-feiras no RD1, com conteúdos marcantes da história da TV brasileira. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser através do email luizfabio@rd1audiencia.com
Veja mais ›