Luciano Huck admite que está preparado para disputar a Presidência em 2022

Luciano Huck
Luciano Huck revelou vontade para entrar na carreira política (Imagem: Divulgação/ Globo)

Cotado como possível candidato à Presidência em 2022, Luciano Huck já tem revelado para pessoas próximas que está preparado para entrar numa disputa política.

Segundo a coluna Maquiavel, da revista Veja, o apresentador da Globo participou de uma reunião na casa de João Carlos Camargo, proprietário da rádio Alpha FM, em São Paulo, nesta semana, ele teria admitido sua vontade de entrar à política.

O encontro foi marcado a pedido de Claudio Lottenberg, o presidente do Conselho Deliberativo do Hospital Albert Einstein, e que reuniria oito empresários. No entanto, o global foi surpreendido com a mesa com 23 lugares.

A afirmação feita por Luciano Huck aconteceu após uma pergunta de Antônio Alberto Saraiva, proprietário da rede Habib’s. “E agora, Luciano? Vai ou não vai?”, questionou o empresário. “Da outra vez, achava que não estava pronto. Agora, eu estou. Mas a decisão não está tomada”, respondeu o famoso, que desistiu de concorrer ao cargo em 2018.

A reunião contou com a participação de pessoas que apoiaram a candidatura de Jair Bolsonaro à Presidência, entre eles Flávio Rocha (Riachuello) e Washington Cinel (Gocil), e representantes de instituições do mercado financeiro, como a XP Investimentos e o BTG Pactual.

De acordo com a Veja, logo no começo da noite, o marido de Angélica disse que via a oportunidade de construir um projeto político para o país como um “chamado geracional”, já que “ninguém da minha geração deu a cara para bater e para deixar um país melhor para os seus filhos”.

Ele ainda garantiu que tem estudado o país desde 2018 e que hoje tem a capacidade de “agregar gente e talento” para “tirar o país do lamaçal”.

“Esse não é um projeto personalista. Não me preocupo com o que falarão de mim. Se você é honesto, técnico e faz oposição ao Bolsonaro, então estou disposto a conversar com você”, disparou Huck, num dos momentos do encontro.

Questionado pelo dono da Riachuello sobre o conservadorismo no campo dos costumes, o apresentador disparou: “Não sou conservador culturalmente e não vou mentir sobre isso”.

Ele também foi perguntado sobre quais políticos poderiam fazer parte do seu projeto. Luciano Huck, então, citou o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), o ex-ministro da Educação Mendonça Filho (DEM), o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), e Sergio Moro.

CONTINUE LENDO →

A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com