Luciano Huck e Tiago Leifert defendem Neymar em episódio de racismo

Luciano Huck, Neymar e Tiago Leifert
Luciano Huck e Tiago Leifert defendem Neymar em episódio de racismo (Imagens: Reprodução – Instagram / Montagem – RD1)

Em jogo do Campeonato Francês, do Paris Saint-Germain contra o Olympique de Marselha, Neymar acabou expulso por dar um “cascudo” no zagueiro Álvaro González. O brasileiro acusou o espanhol de ter proferido falas racistas e ganhou um apoio geral nas redes sociais, inclusive de Luciano Huck e Tiago Leifert.

O apresentador do Caldeirão do Huck foi mais sucinto, enchendo Neymar de elogios: “Neymar é orgulho do Brasil. Um dos melhores do mundo. Um cara especial. Não tem racista nesse mundo que possa apagar seu talento, irmão. E nem o de ninguém. Racismo é crime! E a cada dia eu tento aprender um pouco mais sobre como ser um aliado na luta antirracista“.

Leifert, no entanto, foi mais incisivo e cobrou atitudes contra Álvaro: “Primeiro de tudo, o juiz do jogo não pode trabalhar mais no futebol. Foi o mesmo que deu amarelo ao Neymar por causa de uma carretilha, ou seja, não sabe nada de bola. Tchau. E sobre o Alvaro Gonzalez… Por que acontece tanto? Porque o infrator sai ileso“.

O marido de Daiana Garbin sugeriu punição dura para o zagueiro: “A Federação Francesa tem que suspender por no mínimo 1 ano, o Olympique tinha que rescindir o contrato e cobrar multa. O mesmo Olympique que já sofreu racismo jogando contra o Zenit… Esse também deveria ser banido de competições internacionais, não sei como ainda existe. Se hashtag resolvesse, já tinha acabado. Então coragem e punam o Alvaro Gonzalez exemplarmente“.

Na publicação de Tiago Leifert, Neymar apenas comentou “Fod#“, com um emoji de coração. David Brazil também foi sucinto ao concordar: “É isso“. As duas publicações, juntas, ultrapassaram 200 mil curtidas no Instagram.

Confira:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Tiago Leifert (@tiagoleifert) em