Luciano Huck passa por saia justa antes da estreia do Domingão e desabafa

Luciano Huck
Luciano Huck passa por saia justa antes da estreia do Domingão e desabafa (Imagem: Reprodução / Globo)

Luciano Huck passou por uma verdadeira saia justa no último domingo (05), antes da estreia do Domingão com Huck, seu novo programa na Globo.

Tudo porque, com o cancelamento do jogo entre Brasil e Argentina pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, o apresentador se viu sem saber o que fazer.

Com a atração marcada para entrar ao ar às 18 horas, o marido de Angélica, por volta das 16h20, recorreu às redes sociais para desabafar sobre possíveis mudanças na grade da emissora carioca.

“O que acontece quando você tá para entrar ao vivo depois do jogo e aí o jogo parece que vai ser cancelado?”, disparou ele, visivelmente desnorteado.

“Dai você fica pensando: ‘Será que vou entrar antes [no ar]? Será que o jogo vai voltar? Será que vão colocar um filme?’. O que vai acontecer? Se alguém souber, me avisa fazendo favor sobre o que vai acontecer”, complementou.

É válido lembrar que, com o fim da partida de futebol antes do esperado, a Globo tapou buraco na programação exibindo o filme Círculo De Fogo. Isso fez com que a estreia de Luciano atrasasse cerca de 40 minutos.

A decisão de encerrar a partida entra Brasil e Argentina foi tomada pela Anvisa e executada por agentes da Polícia Federal porque quatro jogadores argentinos não respeitaram a quarentena obrigatória estabelecida pelo governo brasileiro, em tempos da pandemia da Covid-19.

Emiliano Martinez, Emiliano Buendia, Giovani Lo Celso e Cristian Romero entraram de forma irregular no nosso país e três deles atuaram como titulares.

Galvão, na ocasião, ficou claramente irritado com a atitude dos atletas da Argentina e mandou a real, entendendo que os nossos concorrentes foram irresponsáveis com a vida alheia:

A Confederação Brasileira e a Sulamericana de Futebol não podem quebrar as regras de segurança determinadas pela Anvisa. Não podem. Isso é um absurdo, é um abuso. O momento é muito difícil. Eu acabei de falar dos 583 mil mortos, das famílias que sofrem com isso. Isso tinha que ser resolvido antes do campo. O que está acontecendo é uma vergonha mundial”.

O veterano continuou narrando, mesmo sem nenhuma partida de futebol sendo exibida, e detonou quem facilitou a entrada dos estrangeiros por aqui — citando a CBF e o Governo — e ao mesmo tempo impediram a de ingleses na Seleção Brasileira:

É típico do argentino. Esses jogadores não poderiam ter vindo ao estádio. A Argentina teria que ter vindo ao estádio com aqueles jogadores que não tivessem infringido as regras da segurança da população. Por que os jogadores da Inglaterra não puderam jogar no Brasil e os argentinos puderam jogar aqui? É uma questão de posicionamento de faixa de risco do Brasil e da Argentina, só que os argentinos vieram jogar no Brasil“.

Assista:

Álvaro Penerotti
Álvaro Penerotti sempre foi bastante engajado a tudo que envolve o mundo da TV e Famosos. Com intensa vivência na área de jornalismo e mídias sociais, já trabalhou em rádio e também em importantes veículos de comunicação na web. Pode ser encontrado nas redes sociais através do @AlvaroPenerotti.
Veja mais ›