Ludmilla ataca governo por falta de vacinas e é detonada por festa no RJ

Ludmilla
Ludmilla reclama do Governo Bolsonaro e é alvo de ataques na web (Imagem: Reprodução / Instagram)

Ludmilla ficou revoltada com o Governo Bolsonaro pela recusa de milhões de vacinas em um contrato com a Pfizer que faria do Brasil uma vitrine de vacinação contra a Covid-19 no mundo. A cantora, no entanto, foi alvo de ataques por ter tocado no assunto após ter participado de uma festa com 500 convidados.

A funkeira fez parte de uma enorme lista de artistas que ficaram tristes com a morte de Paulo Gustavo (1978-2021), vítima da Covid-19, mas foi chamada de hipócrita por ter aparecido em uma festa na última semana no Copacabana Palace, no Rio de Janeiro.

“A morte de milhares de brasileiros pela Covid-19 tem culpados e todos estão sentados em suas cadeiras no Palácio do Planalto. Inadmissível o governo recusar milhões de doses da vacina da Pfizer, vacinas essas que salvariam milhares de vidas. O que mais falta, Brasil?”, questionou Ludmilla.

O curioso é que não foram apenas eleitores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que rasgaram o verbo contra Lud, pelo contrário, foram pessoas irritadas com a postura dela em meio ao pior momento da pandemia no país.

“E no mesmo dia você vai fazer show para mais de 500 pessoas. Pessoas como você também tem culpa de espalhar esse vírus por aí”, criticou uma internauta. “Lud, a festa foi boa? O cachê valeu a pena?”, questionou outra.

“Uai, mas não era você fazendo show no Copacabana Palace. Isso também não é aglomeração? Você também não tem uma parcelinha de culpa pelas mortes?? Ou seu discurso é só para apontar dedo?”, perguntou um terceiro.

“E pensar que também esse número poderia ter sido bem menor se o brasileiro não estivesse em festas, viajando, aglomerando desnecessariamente”, alfinetou mais um.

Confira:

MAIS LIDAS

Paulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email [email protected].
Veja mais ›