Mãe de Paulo Gustavo se emociona com homenagens ao filho em Niterói

Paulo Gustavo
Paulo Gustavo e a mãe, Déa Lúcia, em entrevista ao Mais Você, da Globo (Imagem: Reprodução / Globo)

Mãe de Paulo Gustavo, Déa Lúcia ficou sensibilizada com as várias homenagens que seu filho recebeu ao longo das últimas horas por moradores de Niterói, cidade do Rio de Janeiro onde o ator nasceu e foi criado.

Ai, que falta você fará neste mundo“, escreveu a matriarca da família na legenda da publicação de um vídeo em sua rede social. Déa Lúcia expressou sua tristeza pela perda do filho com emojis chorando.

O post foi sobre uma placa que Paulo recebeu na parede de uma padaria que serviu de locação para Minha Mãe É Uma Peça, o maior sucesso dele no cinema. A mãe de Paulo Gustavo também comentou sobre a instalação da placa de rua em homenagem a ele. “Merece tudo“, afirmou a veterana.

Na CPI da Covid, Paulo Gustavo foi lembrando pelo senador Eduardo Braga, do MDB de Amazonas, que ficou extremamente irritado com uma fala do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello, sobre suas respostas envolvendo a falta de oxigênio em Manaus no início do ano.

O ex-auxiliar do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse que a mobilização do ministério para conseguir oxigênio começou um dia após ser comunicado pelo governo do Amazonas sobre a falta do insumo.

Braga rebateu o general e afirmou que o problema sobre a falta do oxigênio na região demorou a ser resolvido, lembrando que houve pico de mortes em 30 de janeiro, 18 dias depois da data exposta por Pazuello.

Antes (de receber oxigênio do governo), nós ficávamos dependendo da ajuda do Gusttavo Lima, do Paulo Gustavo, do Tirullipa! Esses é que ajudaram a gente!“, destacou, visivelmente emocionado.

Susana Garcia, diretora e amiga pessoal de Paulo Gustavo foi quem revelou essa e outras ajudas do ator. “Na pandemia, depositou, por três meses, R$ 1 mil por mês para quase 120 pessoas que trabalharam nos filmes que nós fizemos“, entregou.

Na crise em Manaus, você enviou R$ 500 mil para compra de oxigênio e nunca divulgou nada. Lembro um dia, antes de ser intubado, me disse que estava sentindo muita falta de ar, mesmo com cateter de oxigênio, e estava feliz de ter comprado oxigênio para as pessoas“, relembrou.

Paulo CarvalhoPaulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email paullocarvalho19@gmail.com.
Veja mais ›