Juca Silveira
Juca Silveira se despediu da Band na semana passada (Imagem: Divulgação / Band)

As mudanças promovidas pela alta cúpula da Band nos últimos dias, com as saídas de Juca Silveira (Direção Geral), José Chaves (Direção de Engenharia e Tecnologia), Andréa Dantas (Comunicação) e Denise Santana (Direção de Recursos Artísticos), levam ao entendimento que mais peças rolarão para fora do tabuleiro.

Esta coluna apurou, com duas fontes, que o “processo de reciclagem” ao qual o canal vem sendo submetido só será finalizado com a saída de mais dois importantes nomes do organograma da emissora.

Em paralelo a isso, chama a atenção, e sem qualquer juízo de valor, a saída do quarteto aqui mencionado. A coluna não ousaria julgar tais profissionais, pelo contrário, respeita a história de cada um. A grande questão é que, sem os quatro, a Band continua funcionando do mesmo jeito. Que coisa, não?

Agora, a expectativa é muito grande sobre o anúncio do comitê que vai tocar o artístico e programação da Band e dirigir a emissora dos Saad. O cargo ocupado por Juca será extinto e este dará lugar a um trio de profissionais que entende de TV aberta (aguarda-se, né?). Há, ainda, a espera pelo anúncio das reais atribuições do ex-Globo Antonio Zimmerle.

Aliás, em 13 de maio, em pleno aniversário do canal, esta coluna fez uma série de alertas ao Juca Silveira. Como memória não faz mal a ninguém, duas semanas depois o diretor caiu.

Ali na Band

Pegou mal o espaço aberto pelo “Aqui na Band” para o pai de Neymar Jr fazer uma defesa do Instituto do filho, em razão da polêmica acusação de estupro contra o atleta. O detalhe: o diretor do matinal, Vildomar Batista, coordena projetos do Instituto Neymar Jr. Aliás, sobraram faíscas entre Neymar Pai e Silvia Poppovic.

Calma, Silvia!

Entusiasmada telespectadora do “Aqui na Band”, a coluna tem se surpreendido com alguns detalhes do programa. Silvia Poppovic vem atropelando a todos como um trem desgovernado. A experiente apresentadora arrumou uma mania: quando quer falar, ela simplesmente segura a mão do colega Luís Ernesto Lacombe, que se cala. Gentleman, né?

Chama a Paola Carosella 

A coluna, apegada aos detalhes, também observou que a chefe Luiza Hoffmann vem cozinhando, em alguns dias, sem touca na cabeça. No “MasterChef”, a chef argentina Paola Carosella já se recusou a provar um prato de um participante que fez o mesmo.

Põe “tômpero” 

A Band promete exibir a tão aguardada segunda temporada do “Pesadelo na Cozinha”, do chef Erick Jacquin, aos domingos, ao fim do “MasterChef”. Será, óbvio, mais um passo errado. Comprovadamente, realities culinários não funcionam na insana guerra dominical. O ideal, para o bem do programa, seria a sua exibição às terças-feiras ou, como na primeira edição, às quintas.

Você está admitido?

Com “O Aprendiz” caminhando para a reta final, fica a grande questão: será que Band e Roberto Justus terão pique para outra temporada? A audiência, sempre nos décimos, foi um banho de água fria na direção da emissora. Aliás, finalmente alguém corrigiu um erro crasso e transferiu a reprise do programa da faixa das 16h às 18h para a das 12h45 às 14h15, aos sábados. O “Brasil Urgente Especial”, de José Luiz Datena, voltou a respirar.

Canal do Esporte

De merecidos aplausos a disposição da Band de voltar a transmitir o NBA em sua programação. Uma das marcas do lendário “Canal do Esporte”, a modalidade atrai público e, o mais importante, anunciantes. Marcou 1,6 ponto na quinta-feira (30) e 1,8 no domingo (02). Bem que poderiam voltar os olhos para o vôlei também, né? A propósito, a Copa do Mundo de Futebol Masculino Sub-20 vem rendendo bons números, o que deve se repetir com a Copa do Mundo de Futebol Feminino. E aos amantes do esporte: vem aí, na emissora, o Campeonato Francês.

Boa noite

A coluna é telespectadora frequente do bom “Jornal da Band”. Porém, anda incomodada com a postura do âncora Eduardo Oinegue. O jornalista, novato na função, ainda não sabe como utilizar a bancada. Ora ereto, ora quase debruçado nela. Que o TP nunca trave!

Opção ideal

Luís Ernesto Lacombe
Luís Ernesto Lacombe apresenta o “Aqui na Band” (Imagem: Divulgação / Band)

Sobre o “Jornal da Band”, com a precoce partida do insubstituível e inimitável Ricardo Boechat, a Band deveria ter recorrido a outra opção mais adequada para a função. Hoje com papel secundário no “Aqui na Band”, Luís Ernesto Lacombe seria nome mais do que ideal para o posto.

Engana trouxa

A Band tirou de cena o famigerado “Mais Rápido Game Show” e o substituiu pelo “Desafio Único”, tão famigerado e tão engana trouxa quanto. Aliás, os malditos “desafios” voltaram à cena depois de uma série de denúncias. Na RedeTV!, tem o “Fan Games”. É tudo muito igual. Cilada pura.

🔔Boletim RD1 | Notícias dos Famosos