Marcella Rica revela que parou de sofrer no trabalho por conta da sexualidade

Marcella Rica
Marcella Rica contou que assumir a sexualidade a fez mudar (Imagem: Gig Dias / Instagram)

Marcella Rica abriu o coração e revelou que já enfrentou o preconceito por conta de sua sexualidade. Em entrevista à Vogue, a atriz falou sobre o quanto ainda é necessário se discutir questões LGBTQIA+ na sociedade:

“Já ouvi comentários machistas e desnecessários de héteros que confundiam meu desinteresse por eles com minha atração por mulheres. Esses discursos podem soar inofensivos, mas, amplificados, fomentam preconceito e resultam em agressões piores, que acontecem todos os dias”.

Quando o assunto foi trabalho, a famosa disse que a questão da sexualidade a deixou apreensiva no começo da carreira, mas passou a ter mais liberdade após abrir sua produtora, Rica Conteúdo Audiovisual:

“Para ser bem honesta, eu parei de me preocupar com isso faz um tempo. Tinha muito receio quando era mais nova, especialmente quando dependia da carreira de atriz e das escolhas do mercado para viver. Mas quando abri a produtora e construí meu caminho, passei a ter uma liberdade não só financeira. Também pude escolher trabalhar com quem admiro e em projetos que acredito”.

Não quero mais habitar espaços que aplaudam ou alimentem qualquer tipo de preconceito. É sobre o que a gente já sabe: não basta não ser preconceituoso, é preciso lutar contra o preconceito“, seguiu.

Prestes a se casar com Vitória Strada, a artista falou ainda que já chegou a ter outros namoros com mulheres e homens, mas prefere não rotular sua sexualidade.

Eu sempre fui contra rótulos, nunca entendi essa necessidade que o mundo tem de colocar a gente em caixinhas, se a vida mesmo é uma caixinha de surpresas [risos]. Eu acho que sempre respeitei meu momento de vida, meus desejos e, especialmente, os encontros da vida“, explicou.

Marcella, no entanto, deixou claro que entende que é privilegiada por ter o apoio de sua família e sabe que muitas mulheres vivem uma realidade bem diferente da sua:

“Tenho uma família muito carinhosa e acolhedora com todas as minhas escolhas na vida, então, sempre fui privilegiada nesse sentido. Mas sei que não é o caso de muitas mulheres, que sofrem com agressões bem piores do que comentários machistas clichês”.

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›