Marcelo Cosme fala da “repressão” familiar à sua sexualidade e como se livrou dela

Marcelo Cosme
Marcelo Cosme tem levantado a bandeira contra a homofobia (Imagem: Reprodução / Globoplay)

Marcelo Cosme se tornou uma grande voz à causa LGBTQIA+, principalmente quando abriu de forma mais clara a sua homossexualidade. Pouco antes de falar abertamente, na GloboNews, sobre o orgulho de ser quem é, o jornalista contou que se sentia reprimido enquanto morava com a família.

Numa live com o arquiteto Maurício Arruda, também com a presença da youtuber Alexandra Rangel e a vereadora Erika Hilton, na sexta-feira (25), Marcelo lembrou da época em que morava em Rio Grande (RS) e dessa “vida dupla”, que só fez ele se relacionar sexualmente com homens aos 28 anos:

A minha casa me limitou durante muito tempo… Eu sou de uma cidade do interior do Rio Grande do Sul e aquilo não era admissível. Eu só fui ficar com um homem em Brasília quando morava sozinho. Por morar sozinho, acabava facilitando. Depois que você mora longe da família, você se permite. E foi por morar longe da família que eu pude me experimentar e ter a certeza que eu sou assim, e ponto, não tem problema”.

O âncora da GloboNews, de 41 anos, revelou que a mudança para o Distrito Federal deu a ele essa liberdade precisa para não precisar mais esconder a verdade:

“Eu fiquei reprimido durante 28 anos por morar muito perto da minha família. Ir para Brasília me deu uma segurança muito maior, porque eu lembro de me esconder até de mim mesmo no início. Eu me escondia de mim, dos meus amigos, e hoje em dia eu não me escondo de ninguém”.

Por fim, Marcelo Cosme pontuou que seu filho de 21 anos, de uma relação anterior, e suas irmãs foram os primeiros da família a saber e que a hora de contar aos pais foi mais tensa:

Eu contei pra minha mãe, e só fui contar para o meu pai há dois anos. Ele só disse: ‘Oh, tudo bem, mas eu não quero falar sobre esse assunto’. E a gente não conversou mais sobre esse assunto, ele respeita e tá tranquilo”.

Confira:

Matheus Henrique Menezes
Oficialmente redator desde 2017. Experiências como editor e social media. Já escrevi sobre famosos, TV, novelas, música, reality show, política e pauta LGBTI+. Vídeos complementares no YouTube, no canal Benzatheus.
Veja mais ›