Marcos Mion anuncia o começo das gravações do novo Caldeirão

Marcos Mion
Marcos Mion vibra com primeiro dia de gravação do Caldeirão (Imagem: Reprodução / Globo)

Marcos Mion expôs sua ansiedade aos seus seguidores no Instagram na madrugada desta quinta-feira (26). O motivo? A primeira gravação do Caldeirão sob o seu comando. Na rede, o famoso quase chorou pelo sonho realizado.

“Amanhã é o grande dia. Amanhã eu gravo a primeira parte do meu primeiro Caldeirão. Eu nem acredito assim, eu não consigo nem falar isso direito. Eu ainda não consigo falar”, disse.

“Deus me ajude a conseguir dormir o mínimo para amanhã estar acordado. Imagina, mesmo que eu vare essa noite amanhã vou estar ligado no 330. Mionzera força total!”, exaltou.

Mion foi contratado pela Globo no início do mês. Em comunicado oficial, a emissora anunciou o ex-Record no comando do novo Caldeirão e de projetos no Multishow.

Spoiler

Em sua primeira chamada no Plim Plim, o ex-MTV deu detalhes da primeira edição do Caldeirão. “Vai ter o Tem ou Não Tem, só que com famosos. Uma disputa musical louca e divertida, cheia de sucessos, num quadro que chama ‘Sobe o Som’, e muito mais. Vem curtir comigo esse novo fim de semana!”, divulgou.

Com Mion, o programa vespertino vai começar às 16h55 e terminar por volta das 18h35, passando o bastão para Nos Tempos do Imperador. Antes, o Sessão Comédia, às 14h10, com a Escolinha do Professor Raimundo, e às 15h15, a Sessão de Sábado.

O marido de Suzana Gullo estreou na Globo no último final de semana no especial Criança Esperança. Em uma de suas primeiras declarações, ele mandou um recado para o ministro da Educação, Milton Ribeiro e, indiretamente, ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido):

“Ser pai é realmente um desafio, mas é o que dá sentido na nossa vida. É o que preenche os nossos dias. Eu, como pai de uma criança especial que faz parte do espectro autista, meu anjo Romeu, que está me vendo agora, que eu sei, reforço que o lugar de toda criança é na escola”.

Dias antes, o ministro surpreendeu com um comentário sobre crianças deficientes nas escolas: “Nós temos, hoje, 1,3 milhão de crianças com deficiência que estudam nas escolas públicas. Desse total, 12% têm um grau de deficiência que é impossível a convivência”.

Paulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email [email protected].
Veja mais ›