Marcos Mion desabafa sobre novo momento da paternidade e revela desafios

Marcos Mion
Marcos Mion está enfrentando uma nova fase na criação dos filhos (Imagem: Divulgação / Record)

Pai de Romeo, de 16 anos, Donatella, 12, e de Stefano, 11, Marcos Mion, em parceria com Suzana Gullo, sua esposa, tem se dedicado bastante para o desenvolvimento dos filhos nesse período de adolescência e pré-adolescência.

Em conversa com a Quem, o apresentador falou sobre como a relação com os filhos foi evoluindo com o passar dos anos e se adaptando ao que eles precisam de acordo com cada fase. “Antes havia uma situação de muita segurança de que se você tivesse o amor incondicional, agisse com seu instinto paterno de proteção e fizesse com que aquelas crianças entendessem que elas eram muito amadas, você não tinha muito como errar“, recordou o famoso.

“Elas estavam em uma redoma de amor, aceitação e compreensão para que, assim, se sentissem aptas para conquistar o mundo. Durante um período da vida, o amor é basicamente o que uma criança precisa. Agora tem uma evolução física, hormonal, espiritual e social”, comparou Marcos.

Com uma nova forma de lidar com os herdeiros, o contratado da Netflix pontuou: “O tabuleiro mudou completamente o jogo. Só ter o amor incondicional e estar lá o tempo inteiro provendo e protegendo não é mais suficiente”.

“A adolescência nada mais é que um grande processo de ruptura com o seu berço, com o que viveu com a sua família até aquele momento. Até então, as coisas foram – com muito amor – impostas para a criança. Ela ia nos lugares que eu deixava, via as coisas que eu queria e que achava que eram boas… E isso forma a personalidade básica”, explicou o paizão.

Mostrando que sabe do que está falando, Marcos Mion ainda continuou: “Quando você dá todo aquele material para ela e a deixa munida de toda essa força, chega o momento dela romper e começar a se enxergar, ver quem ela é e o que ela quer. Para isso ela tem que soltar as amarras, testar os limites e se desligar das minhas vontades”.

“Isso é muito saudável, mas não é fácil para um pai que sempre esteve no posto do ‘cara mais sensacional do mundo’, ‘maior exemplo e inspiração’, ‘o que sabe tudo’, entender que não vai mais estar nesta posição. Eu sofri bastante. Tive que ligar muito para minha mãe, que me ajudou muito. Não está sendo fácil ainda”, contou ele, que é filho de Carmem Chaib Mion, presidente da Sociedade Brasileira de Psicanálise.

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›