Maria Rita e Guilherme Arantes abandonam Sérgio Reis após polêmica

Maria Rita
Maria Rita dispensa parceria com Sérgio Reis após polêmica (Imagem: Reprodução – GNT – Globo / Montagem – RD1)

Os vídeos e áudios de Sérgio Reis contra a democracia, o Supremo Tribunal Federal e em apoio ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) deu consequência. Maria Rita e Guilherme Arantes deixaram o projeto do novo disco do cantor sertanejo.

“Maria Rita não faz mais parte do projeto”, avisou a assessoria da artista. Ao O Globo, Guilherme Arantes desabafou sobre os últimos atos de Reis:

“Para mim, compositor, a gota d’água, sem querer brincar de trocadilho, foi esse colega dizer que não é frouxo, que não é mulher. Para mim, essa expressão bastou. Chega. Não quero mais participar, e ponto final”.

Sérgio Reis se tornou alvo de três inquéritos depois de ataques à democracia. “No dia 7 de setembro nós não vamos fazer nenhuma manifestação pela data, para não atrapalhar o presidente. Mas vamos parar em volta de Brasília”, afirmou.

“Eles vão receber um documento dizendo assim: ‘Vocês têm 72 horas para aprovar o voto impresso e para tirar todos os minitros do Supremo Tribunal Federal’. Não é um pedido, é uma ordem. Se não cumprirem em 72 horas, nós vamos parar o país”, prometeu.

Ele foi alvo de mandados de busca e apreensão expedidos pelo Supremo Tribunal Federal na manhã desta sexta-feira (19), depois que entrou na mira da Polícia Civil do Distrito Federal por

“O objetivo das medidas é apurar o eventual cometimento do crime de incitar a população, através das redes sociais, a praticar atos violentos e ameaçadores contra a Democracia, o Estado de Direito e suas Instituições, bem como contra os membros dos Poderes”, declarou a PF, em nota.

Para Alexandre de Moraes, ministro do STF, que classificou os atos como “criminosos e anti-democráticos”, o atual quadro “revela com nitidez um cenário em que se pretende o abuso no exercício dos direitos constitucionais de reunião, livre manifestação e liberdade de expressão, passível de acarretar um efeito desproporcional e intolerável sobre todo o restante da sociedade, pois, claramente, os investigados pretendem atentar contra a Democracia e o Estado de Direito”.

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›