Mario Frias se irrita com Bruno Gagliasso após crítica pesada contra o governo

Mario Frias
Mario Frias detona Bruno Gagliasso após ataque a Bolsonaro (Imagem: Reprodução – Instagram / Montagem – RD1)

Mario Frias, longe do trabalho em busca da conciliação entre todos os artistas do país com o governo, partiu para o ataque contra Bruno Gagliasso. O atual secretário especial de Cultura do Governo Bolsonaro chamou o galã de “gato gago”.

O clima esquentou depois que Bruno criticou o presidente Jair Bolsonaro (sem patido) durante uma entrevista promovida para o lançamento do filme Marighella, que sofreu vários obstáculos durante sua produção.

“Não consigo nem chamar isso de governo. E desgoverno. Sou a favor de qualquer coisa que tire esse psicopata do poder. Ele não tem capacidade para estar onde está, cometeu crimes e deve responder por eles”, desabafou.

No Instagram, Mario Frias tomou as dores do Chefe do Executivo e atacou o famoso e ex-colega de emissora: “Gato gago, cheio de mimimi. Chorão. Não entende nada. Vive em Nárnia. Calado é um poeta”.

Para a surpresa de Bruno Gagliasso, seu irmão, Thiago Gagliasso, reagiu nos comentários da publicação. “Vai sobrar para mim, certeza. Esse mutante não tem um dia de paz”, provocou aos risos.

Na entrevista, Bruno Gagliasso subiu o tom e chamou o presidente de “bosta”. “Nós temos um bosta de um presidente, mas uma Pabllo Vittar. O que é ser careta? É o atual governo? O atual governo é criminoso. Estamos vivendo num momento mais sério e mais profundo do que isso. Estamos vivendo um pré-golpe, não enxerga quem não quer”, manifestou.

Crise entre atores

Não foi a primeira vez que o nome de Mario Frias apareceu envolvido em uma polêmica no meio artístico. O secretário de cultura rebateu um comentário de Sérgio Marone, apresentador do SBT, sobre o projeto de lei Paulo Gustavo.

Mario Frias se posicionou contra o projeto e provocou a revolta em Marone. “Isso, deixa um monte de ex colegas seus passando fome. Entendo seu amargor por não ter seguido na carreira artística, mas entenda. Não fosse seus olhos azuis, jamais teria uma oportunidade na TV”, declarou o apresentador do SBT, no Twitter.

O secretário de Cultura, então, ironizou: “Claro, Morango, vou deixar de criar um curso profissionalizante, para capacitar jovens de baixa renda no mercado de trabalho, aprendendo programação, design gráfico, criação de roteiro, produção musical etc, para dar dinheiro para ex-colega famoso. Vai esperando”.

Confira:

MAIS LIDAS

Paulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email [email protected].
Veja mais ›