Michelle Bolsonaro se arrisca no karaokê e canta sertanejo em festa

Michelle Bolsonaro
Michelle Bolsonaro é flagrada em karokê em Brasília (Imagem: Reprodução / Instagram)

A primeira-dama Michelle Bolsonaro surpreendeu e se arriscou no mundo da música. A esposa do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi o destaque de um karaokê durante o aniversário do secretário especial de Cultura, Mario Frias, no último sábado (9).

Ao som de Idas e Voltas, da dupla Matogrosso & Mathias, a famosa soltou a voz e foi muito bem avaliada pelos convidados da festa, incluindo pelo seu amigo, maquiador e influenciadora digital Augustin Fernandez.

Michelle Bolsonaro não foi a única que mostrou o seu talento no microfone. Mario Frias cantou ao lado do ministro do Trabalho e Previdência, Onyx Lorenzoni. Anderson Torres, da Justiça, Bruno Biano, da Advocacia-Geral da União, e Wagner Rosário, da Controladoria-Geral da União, também marcaram presença.

O itinerário da primeira-dama foi corrido no sábado. Antes do karaokê, Michelle esteve no aniversário de um ano de Geórgia, filha do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) com a psicóloga Heloísa.

O presidente Jair Bolsonaro não esteve no aniversário da neta e não compareceu no karaokê em homenagem a Mario Frias. Como se estivesse em campanha, o “capitão” passou o feriado em Guarujá, no litoral de São Paulo.

De forma bastante curiosa e para a tristeza dos bolsonaristas de carteirinha, Michelle Bolsonaro, Augustin Fernandez e os outros presentes no aniversário de Mario Frias não deixaram vídeos do evento expostos na web.

Mario Frias, no Instagram, compartilhou uma imagem ao lado de alguns dos convidados do seu aniversário. “Cinquentão junto com os melhores. Irmãos. Família. Só os barbos”, escreveu aos risos.

Veto polêmico

As festas ocorreram em meio ao clima de indignação do país pelo veto do presidente Jair Bolsonaro para a distribuição de absorventes higiênicos para mulheres de baixa renda.

Como justificativa, Bolsonaro afirmou que o item não entrou na lista de produtos essenciais do SUS. “Quando qualquer projeto cria despesa, o congressista sabe que tem que apresentar a fonte de custeio. Quando não apresenta, se eu sanciono, eu estou incluso no artigo 8 da Constituição, crime de responsabilidade”, expôs em conversa com apoiadores.

Confira:

Paulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email [email protected].
Veja mais ›