MC Kevin era alvo de quatro investigações da polícia de São Paulo

MC Kevin
MC Kevin era investigado pela Polícia Civil de São Paulo por supostos crimes (Imagem: Reprodução / Instagram)

MC Kevin (1998-2021) foi indiciado em quatro crimes pela Polícia Civil de São Paulo por receptação de um celular furtado, embriaguez ao volante, posse de drogas para uso pessoal e infração de medida sanitária preventiva.

As ocorrências foram registradas ao longo dos últimos quatro anos e estão em tramitação em inquéritos policiais ou em processos criminais. Não houve condenação para nenhum dos casos, que serão arquivados e as punições extintas.

Segundo o jornal Extra, o boletim mais recente é de 13 de maio de 2020, no 3º DP (Mogi das Cruzes). Um representante do condomínio onde Kevin morou afirmou que ficou sabendo pela internet e pela imprensa que o funkeiro foi diagnosticado com Covid-19 e teve contato com a academia coletiva e com suas digitais na cancela de entrada e saída do ambiente.

Em 10 de março de 2019, MC Kevin foi levado por policiais militares ao 73º DP (Jaçanã), após ser flagrado fumando um cigarro de maconha. Segundo os policiais militares, o cantor “de forma bastante exaltada, tentou se desvencilhar” e “regressou para o interior do veículo“.

Ele precisou ser algemado e colocado na viatura pois “afirmava ser artista e que não iria a lugar algum, bem como que ninguém iria entrar em seu veículo“.

Em 28 de junho de 2016, os policiais abordaram Kevin e outros dois homens e encontraram um celular que constava como furtado em 4 de agosto de 2015. MC Kevin disse que o aparelho “poderia ser de procedência duvidosa” e recebeu voz de prisão.

O primeiro B.O foi em 13 de julho de 2016, quando Kevin se envolveu em um acidente de carro. Ele estava dirigindo um Hyundai Tucson, sem carteira de habilitação, avançou o sinal vermelho, colidiu com outro carro e atingiu o muro de proteção de uma via-férrea. No teste do bafômetro, a polícia descobriu que ele estava alcoolizado.

MC Kevin morreu no último domingo (16), após cair do quinto andar de um prédio na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. O artista estava com amigos e acompanhado por uma garota de programa. Ele foi levado ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›