Milton Neves acreditou em funcionário acusado de desvio milionário

Milton Neves
Milton Neves é alvo de desvio de dinheiro milionário praticado por funcionário (Imagem: Reprodução / Band)

Milton Neves acreditou na palavra do funcionário acusado de desviar R$ 2,5 milhões da conta do apresentador nos últimos cinco anos. O jornalista recebeu via WhatsApp uma denúncia anônima informando que foi alvo de um golpe milionário de Evandro Cesar Cesarino Ribeiro, um dos seus homens de confiança.

Segundo informações do UOL Esporte, Milton acreditou na palavra do funcionário e deletou as mensagens. Por causa da pandemia do novo coronavírus, Ribeiro foi demitido por redução de custos, e um segundo envolvido relatou todo o esquema.

Evandro Ribeiro foi funcionário de Milton Neves por mais de duas décadas como gerente na empresa de publicidade Terceiro Tempo. Ele teria sido o arquiteto do esquema de superfaturamento de serviços e falsificação de cheques envolvendo o apresentador da Band por mais de cinco anos. O valor de R$ 2,5 milhões pode ser cinco vezes maior.

Ao UOL Esporte, Milton Neves não tocou diretamente no assunto, mas garantiu que o caso passou para a esfera judicial. “O que tinha a dizer eu declarei nos autos na 78ª DP (Delegacia de Polícia) de SP e na delegacia de Muzambinho. O caso agora está nas mãos dos sérios Poder Judiciário e Ministério Público”, afirmou.

Sergei Cobra Arbex, advogado de Neves, informou que o seu cliente não espera recuperar o dinheiro desviado. “O interesse do Milton Neves no caso não é monetário. Ele só quer que a justiça seja feita. O caso agora está nas mãos do Ministério Público, que fará a avaliação do caso e decidirá sobre os fatos”, informou.

A defesa de Ribeiro garantiu que “a história contada vem perdendo força a cada instantes”, e ressaltou: “Cabe esclarecer que o Sr. Evandro foi um funcionário dedicado durante mais de duas décadas e sempre trabalhou para o Sr. Milton Neves com honestidade e dedicação”.

“O Sr. Milton Neves não só sabia dos pagamentos efetuados à empresa de Evandro como foi dele a ideia que ele administrasse seus imóveis, pagando a ele o mesmo que pagava à antiga administradora. Além disso, [Ribeiro] cuidava de toda a parte administrativa da empresa e vida pessoal do Sr. Milton Neves e, para este fim, recebia o seu salário registrado como funcionário”, disse o advogado de Ribeiro, Carlos Alberto Cruz.

“Sobre os valores que o Sr. Milton Neves alega ter sido furtado, cabe a ele provar agora em juízo as suas alegações”, concluiu a nota da defesa do ex-funcionário.

AvatarDa Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›