Ministro de Bolsonaro despeja TV Escola e encerra contrato com associação

Bolsonaro
Jair Bolsonaro encerra os trabalhos da TV Escola (Imagem: Reprodução / Instagram)

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, determinou um despejo da TV Escola das dependências do MEC (Ministério da Educação). O governo de Jair Bolsonaro tomou a decisão de não renovar o contrato com a Associação Roquette Pinto, que gerencia a TV educativa.

De acordo com as informações do jornal Folha de S. Paulo, Weintraub e o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, tentaram fazer indicações para a associação com o intuito de influenciar os rumos da TV.

Para a diretoria da Associação Roquette Pinto, a atitude do governo Bolsonaro é uma retaliação já que as indicações apontadas pela dupla do governo não foram atendidas.

Com a decisão, os funcionários da TV Escola estão recolhendo os equipamentos da emissora desde a manhã da última sexta-feira (13). Um caminhão foi alugado e esteve na porta do MEC para levar o material retirado para um depósito na capital federal.

Em 29 de novembro, a Roquette Pinto pediu um prazo maior para a mudança, mas a Justiça derrubou a liminar na quinta-feira (12). “Com a queda liminar, de fato, é um despejo”, diz Flavio Pereira de Sousa, da assessoria jurídica da associação.

A TV Escola existe desde 1995, da Era FHC, e foi um salto importante para a educação no país. Em sua história, ela foi responsável por transmissões importantes como o Hora do Enem, com temática exclusiva para os estudantes se prepararem para o exame nacional.

Eleitor de Bolsonaro, ator da Globo detona Porta dos Fundos

O especial de natal do Porta dos Fundos, na Netflix, está dando o que falar e dividindo opiniões nas redes sociais. O ator Carlos Vereza foi um dos críticos ao vídeo A Primeira Tentação de Cristo, que satiriza o retorno de Jesus após 40 dias de jejum no deserto.

Eleitor de Jair Bolsonaro, o famoso se pronunciou pelo Facebook: “Porta dos Fundos. Vocês são lamentáveis como viventes. Embora Jesus não precise de defesa, principalmente a minha, vocês imaginam que podem debochar, não do Mestre, que é perdão antecipado, mas do maior país católico do planeta e dos que creem num Ser que modificou a história, antes e depois Dele”.

“Vocês são safos, descolados, sub imitação dos filmes trash- refuse-pornô, supostos pós-modernos num país em eterno subdesenvolvimento”, disparou o ator, que tem um currículo cheio de trabalhos na Globo, sendo mais de 30 novelas.

No vídeo do Porta dos Fundos, Jesus, interpretado por Gregório Duvivier, leva para casa um amigo esquisito, interpretado por Fábio Porchat, com quem vive um romance gay espantando José, Maria, os reis magos e até de Deus.

CONTINUE LENDO →

A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.

ALERTAS GRATUITOS