Alexandre Frota provoca Governo Bolsonaro e propõe o Dia da Democracia

Alexandre Frota
Alexandre Frota revela projeto de lei após fala polêmica do governo Bolsonaro (Imagem: Reprodução – Twitter – Palácio do Planalto / Montagem – RD1)

O deputado Alexandre Frota (PSDB-SP) apresentou no último dia 26 uma lei que define o 13 de dezembro como o Dia Nacional da Democracia. A proposta veio logo após uma fala polêmica do ministro do governo de Jair Bolsonaro, Paulo Guedes, que não se surpreenderia se pedissem a volta do AI-5.

O tucano explicou a criação da celebração ao site Congresso em Foco. “No atual contexto de polarização de conflitos e criação da cultura da intolerância e embate entre os poderes instituídos no Brasil, necessitamos estabelecer uma agenda de fortalecimento da democracia e combater discursos antidemocráticos”, afirmou.

O deputado, que saiu do PSL após desentendimentos com o governo, destacou: “O funcionamento das instituições constitucionais, enfeixadas nas três funções do Estado: Executivo, Legislativo e Judiciário não podem ser ameaçadas”.

O projeto foi apresentado no mesmo dia que repercutiu a fala do ministro da economia. Na época, ele disse que caso os protestos tomassem as ruas do país, como ocorreu no Chile e na Bolívia, ele não se surpreenderia se alguém pedisse a volta do AI-5.

“Como se sabe, mas não custa lembrar, o Ato Institucional nº 5, AI-5, foi baixado durante o Governo Costa e Silva, foi a expressão mais acabada da ditadura militar brasileira e produziu uma agenda arbitrária para o Brasil”, recordou Frota, que com a atitude reforçou sua oposição ao governo Bolsonaro.

Para ele, caso seja aprovado o projeto, será um marco simbólico em defesa da democracia. “Nesta visão, a criação do dia da democracia, a ser celebrado no dia 13 de dezembro, será o marco simbólico desta agenda em defesa da cidadania, em contraponto ao dia 13 de dezembro de 1968, data que foi baixado o Ato Institucional nº 5”, declarou.

Alexandre Frota provoca Bolsonaro e leva bolo de laranja para a CPI das Fake News

Deputado federal, Alexandre Frota (PSDB-SP) apareceu com um bolo de laranja em meio as discussões da CPI das Fake News. O ex-ator lembrou que faz exato um ano da revelação do caso Queiroz envolvendo o então deputado estadual e hoje senador Flávio Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro.

Em “comemoração” a data, o político levou um bolo de laranja, em total referência ao PSL e o escândalo de figuras laranjas no partido durante as eleições de 2018.

A oposição se aproveitou do momento e provocou o atual governo. O petista Humberto Costa alfinetou: “O deputado Alexandre Frota trouxe um bolo para lembrar a passagem do primeiro aniversário de impunidade do caso Queiroz”.

“Parece que é de laranja”, afirmou o parlamentar. “Ao final, Frota fará uma rachadinha da guloseima para homenagear a família Bolsonaro”, provocou outro.

CONTINUE LENDO →

A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.