Ministro da Justiça pede inquérito contra advogado que criticou Bolsonaro na CNN Brasil

Bolsonaro
Ministro da Justiça, André Mendonça quer inquérito contra crítico de Bolsonaro (Imagem: Reprodução / Globo)

O ministro da Justiça, André Mendonça, pediu a abertura de inquérito com base na Lei de Segurança Nacional contra o advogado Marcelo Feller, por declarações contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no quadro O Grande Debate, na CNN Brasil.

Em julho de 2020, o advogado disse que o discurso do Chefe do Executivo era responsável por pelo menos 10% das mortes por Covid-19 no país. Na época, Gilmar Mendes, ministro do STF, tinha acusado o Exército de se associar a um genocídio durante a crise sanitária.

“Não é o Exército que é genocida, é o próprio presidente, politicamente falando”, explicou Feller. A Polícia Federal, subordinada a Mendonça, abriu a investigação. As informações são da jornalista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo.

No pedido, o ministro entendeu que a acusação pode “lesar ou expor a perigo de lesão” o regime democrático “e a pessoa do Presidente da República”.

O advogado Alberto Toron, representante de Feller, disse que o inquérito “revela uma faceta opressiva contra a liberdade de expressão e crítica e, mais ainda, contra a liberdade de imprensa, pois Feller falava na condição de debatedor contratado da CNN”.

O advogado vai impetrar um habeas corpus pedindo o fim da investigação. “Feller disse o que hoje todos dizem: que o presidente tem responsabilidade sobre a política que resultou nessa multidão de mortos”, argumentou.

AvatarDa Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›