Morre Gilberto Braga, autor de Vale Tudo e Celebridade, aos 75 anos

Globo
Gilberto Braga foi um dos principais nomes da teledramaturgia da Globo. (Imagem: Alex Carvalho / Globo)

Morreu o autor de novelas Gilberto Braga, aos 75 anos. A informação foi confirmada pela Rede Globo, na noite desta terça-feira (26). Ele é um dos maiores nomes da televisão brasileira, sendo autor de novelas como Vale Tudo (1988), Dancin’ Days (1978) e Celebridade (2003).

De acordo com informações da emissora e também da GloboNews, ele estava internado no Hospital Copa Star, no Rio de Janeiro, com infecção generalizada. Ele também sofria do Mal de Alzheimer e estava afastado da TV. A última novela inédita exibida pela emissora foi Babilônia (2015). Braga está no ar atualmente no canal Viva, com a reprise da novela Paraíso Tropical (2007).

Gilberto Braga nasceu no Rio de Janeiro, no dia primeiro de novembro de 1945. Ele era casado com o decorador Edgar Moura Brasil. Ele e o marido ficaram noivos no dia 26 de dezembro de 2013 na cidade de Paris, celebrando esta ocasião no restaurante L’Entrecôte. Vieram a oficializar a união na data de 22 de março de 2014, no próprio apartamento de ambos, no Arpoador, no Rio de Janeiro.

A atriz Paolla Oliveira lembrou os trabalhos em que atuou com o texto de Braga. “Que notícia triste sua partida. O Brasil perde um pouco da magia de grandes personagens, vilãs icônicas e boas reflexões em frente à tv. Obrigada por fazer parte da minha história, Gilberto Braga! Descanse!”, lamentou.

A atriz Zezé Motta lembrou o carinho que tinha pelo amigo: “Graças ao Gilberto Braga, tive o meu primeiro papel de destaque na TV Brasileira. Graças a ele pude viver a Sônia em Corpo a Corpo, personagem que é lembrada até hoje. Foi um divisor de águas. Em 1984, graças a ele falamos de racismo em horário nobre.”

O autor Tiago Santiago foi outro que ressaltou o legado do escritor. “Descanse em paz, grande autor de novelas maravilhosas, mestre, ícone, símbolo de uma era da nossa TV”, escreveu, no Instagram.

O colunista do RD1, Duh Secco, homenageou o ídolo nas redes sociais. “O peso que esse nome tem, Deus do céu! Gilberto implantou o horário das 18h, modificou o das 20h/21h, assinou Anos Dourados e Anos Rebeldes, inovou em tantos sentidos. E sempre que questionado sobre tantos feitos, resumia tudo à trilha bem selecionada ou a organização da equipe”, escreveu, no Twitter.

 

MAIS LIDAS

Henrique Brinco
Henrique Brinco é baiano, formado em Comunicação Social pela Unijorge, de Salvador. Atua no jornalismo desde 2008, passando pelas editorias de política, cidades, cultura e entretenimento em diversos portais de notícias, locais e nacionais. É colaborador do RD1 desde 2012, onde já foi responsável pela editoria de Famosos e autor da coluna Por Trás da Mídia. É fã número 1 de reality shows. Fala besteira no Twitter (@brinco) o dia todo também!
Veja mais ›