Na guerra pela audiência, diretor do Perrengue na Band revela “armas” contra a concorrência

Ângelo Campos, Tatola Godas, Dennys Motta, Ricardinho Mendonça e o diretor, Ricardo de Barros, atrás do sofá (Imagem: Divulgação / Band)

A Band decidiu reforçar seus domingos à noite ao contratar a trupe do antigo Encrenca, da RedeTV!, para compor o Perrengue na Band. Com a chegada do time de apresentadores ao canal, a emissora quer entrar na guerra dominical de audiência.

Para isso, o grupo formado por Tatola Godas, Dennys Motta, Ângelo Campos e Ricardinho Mendonça pretende lançar mão de táticas para chamar a atenção do público.

Ao RD1, o diretor Ricardo de Barros revelou que pretende usar o que o programa tem de melhor, a diversidade de quadros e a liberdade de criação para a atração. “O que temos, aqui, é um programa cheio de oportunidades. O que transformamos o programa. Não sei quantos VTs temos no programa, mas é um grande programa de pesquisa. Tudo o que aconteceu e é novo na semana, o que houve até no sábado e no domingo, antes do programa, a gente coloca no ar”, afirmou Ricardo, que prosseguiu:

“O principal deste programa é que ele é atualizado até a hora de ir pro ar, o durante. Ele nunca para. Com esse dinamismo, a gente consegue ter um programa muito legal para lutar na audiência. Se tem um horário difícil, que todo mundo fala é domingo à noite e, para a gente, é maravilhoso estar nesse horário difícil, que estar ao vivo, significa muita coisa”.

Barros ainda comentou como pretende bater de frente com seus concorrentes de peso: “A tática e tudo mais é a luta do dia a dia, fazendo um programa bom, subindo a audiência e lutando todo dia e o tempo inteiro”,.

Tatola Godas, complementando o diretor, falou sobre a programação da Band ser ao vivo o tempo todo. “Você chega de manhã, tem o jornal do Joel [Datena com o Bora SP e o Bora Brasil], ao vivo. Saia do Joel, entra o Edu [Guedes com o The Chef]. Depois vem a Renata [Fan com o Jogo Aberto], depois vem o Neto [com Os Donos da Bola], aí vem a Cátia [Fonseca com o Melhor da Tarde], ao vivo, aí vem o [José Luiz] Datena [com o Brasil Urgente], ao vivo. Aí vem o Jornal da Band, ao vivo. No domingo tem o Show do Esporte, ao vivo, Tem a Fórmula 1, ao vivo. Depois vem o Milton Neves [com o Terceiro Tempo], ao vivo. Depois vem o Perrengue [na Band], ao vivo, e depois vem NBA, ao vivo”, concluiu.

Por que Perrengue?

Os apresentadores também revelaram ao RD1 de onde surgiu o título da atração. Tatola começou explicando que a marca é da Band, como Encrenca é da RedeTV!.

“O Perrengue na Band é da Band, não é nosso, como o outro programa [Encrenca] também não era nosso. Como diz o [André] Aguera, não importa o nome, mas quem faz o programa”.

Sobre o nome, Tatola explicou que ouviu de um diretor da Band pela primeira vez. “O nome, Perrengue, eu ouvi no telefone do Cris Moreira, que trabalha na Band. Ele falou: ‘Vamos fazer o Perrengue na Band’? E ele falou pela primeira vez o nome. Eu não sei se foi o Aguera e ele que conversaram, mas ouvi pela primeira vez na voz do Cris Moreira. Quando ele me disse isso, eu respondi: ‘Agora'”, disse o apresentador.

Dennys Motta aproveitou para reforçar que o termo “perrengue” tem apelo popular e está na boca das pessoas. “Todo mundo passa por um perrengue e o nosso é o nosso perrengue bem humorado para todo mundo”, concluiu.

MAIS LIDAS

Reuber Diirr
Reuber Diirr é formado em jornalismo pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Com passagens pela Record News ES e TV Gazeta (Globo/ES), acompanha as coletivas de imprensa com matérias exclusivas. Além disso, produz conteúdo multimídia para o Instagram, Twitter, Facebook e Youtube do RD1. Acompanhe os eventos com famosos clique aqui!
Veja mais ›