Nova temporada de Segunda Chamada contará com participações especiais no elenco

Segunda Chamada
Nova temporada de Segunda Chamada terá novos nomes no elenco (Imagem: Divulgação / Globo)

Prevista para estrear em setembro, no Globoplay e depois na Globo, a nova temporada de Segunda Chamada reserva muitas novidades para os espectadores. A previsão é que exibição na TV aberta aconteça após o lançamento no serviço de streaming. A informação é da colunista Patrícia Kogut.

A nova leva, que contará com 12 episódios, um a mais que a temporada anterior, focará mais ainda nos temas de relevância social como problemas da educação pública, alcoolismo, transtornos intolerância racial, entre outros.

O elenco contará com novos nomes, como Jeniffer Dias, que fez Malhação, e interpretará uma jovem que estuda à noite e trabalha arduamente durante o dia. Além dela, Gustavo Luz, que se identifica como não-binário e fez parte do elenco de Boca a Boca, da Netflix, também será reforço na trama.

Uma das grandes surpresas será Moacyr Franco, que interpretará um idoso que sofre de Mal de Alzheimer e precisa lidar com o esquecimento constante. Cabe destacar que, mesmo tendo tomado as duas doses da vacina contra a Covid-19, a Globo fez toda uma preparação para gravar a produção com o veterano.

O ator indígena Adanilo Reis, que já sucesso em outras séries fora do país, será um dos novos alunos da Escola Maria Carolina de Jesus. Já Flavio Bauraqui, chegará ao seriado como um homem em situação de vulnerabilidade social.

A realidade no novo ano letivo é mais preocupante do que o habitual e o baixo número de matrículas ameaça, inclusive, a existência do curso noturno. Com uma nova configuração, novos conflitos entre os estudantes vêm à tona.

Após fazer as pazes com o passado, Lúcia (Debora Bloch) decide não ignorar o chamado de sua vocação e volta à escola que tanto ama. Ao atravessar os portões do edifício, a professora de Português encontra seus colegas que, assim como ela, estão mudados pelos acontecimentos que marcaram o ano precedente.

Para as autoras, os novos capítulos são uma mistura de novidade e familiaridade, representados, de um lado, pelas histórias dos novos estudantes e, do outro, pelo desenrolar dos dramas dos cinco protagonistas.

“Estamos muito animadas com essa segunda temporada. Continuamos falando sobre os problemas da educação pública, comprometidas em retratar os dilemas de nossos professores, a realidade dos alunos e dando continuidade às histórias pessoais dos nossos personagens”, garantiu Carla Faour em entrevista ao Gshow.

Júlia Spadaccini também deixou um gostinho do que se pode esperar da nova fase: “Se na primeira temporada falamos de alunos carentes, agora vamos retratar pessoas em uma situação de vida ainda mais precária”.

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›