Orlando Drummond, em publicação recente de seu neto, Felipe Drummond, em rede social (Imagem: Reprodução / Instagram)

Você consegue identificar alguma semelhança entre o afetadíssimo Seu Peru, o cachorro Scooby-Doo, o marinheiro Popeye e o “ETeimoso” Alf? Por trás de todos eles, está a voz, e o talento, de Orlando Drummond. O ator e dublador completa, neste 18 de outubro, 99 anos! E, para a nossa sorte, gozando de plena saúde, a ponto de, apesar da idade, ter voltado aos estúdios recentemente…

Orlando lançou-se na carreira artística em 1942, como contrarregra. Foi o ator Paulo Gracindo – de “O Bem-Amado” (1973) e “O Casarão” (1976) – quem o conduziu à dublagem. Além dos citados acima, Drummond interpretou, de certa forma, o Vingador de “Caverna do Dragão”, o Rátaro de “ThunderCats” e o Gargamel de “Os Smurfs” – sem falar numa infinidade de filmes e séries.

A voz do talvez mais famosos deles, Scooby Doo, nasceu de uma tentativa, certeira, de afastar o ladrão que tentava pular o muro de sua casa, em Vila Isabel, imitando um cão, conforme relatou ao jornal O Globo, em 2004. O contato com o mundo animal também inclui o galinho da Tupi: “Quando o galo canta, a Tupi informa…”, dizia a chamada que antecedia o cacarejar de Orlando…

Na TV, notabilizou-se como o Seu Peru, o mais alegre aluno da “Escolinha do Professor Raimundo”. Participou de praticamente todas as versões do humorístico conduzido por Chico Anysio, sempre dando o “maiorrr apoio” a quem quisesse “levar mais um pra irmandade”. O tipo, contudo, caiu em suas mãos por acaso: “Na hora de gravar, o ator que ia fazê-lo ficou envergonhado. Ele achava que estava velho para um papel assim”, declarou também a O Globo, em 2001, sem revelar o nome do colega que acabou por presenteá-lo com o personagem.

Também integrou o elenco de outros programas ancorados por Chico. Com o término da “Escolinha”, dedicou-se ao “Zorra Total” (1999). Foi também o Mago Zaratrusta, em “Caça-Talentos” (1996), a divertida novelinha protagonizada por Angélica nas manhãs da Globo. Foi sua única incursão em novelas, aliás; em “Ciranda de Pedra” (2008), “interpretou” ele próprio, como jurado de um concurso.

Nos últimos anos, Drummond tornou-se presença rara em todas as telas. Vez ou outra, porém, surge na mídia, seja vendendo simpatia numa pauta do “Hora 1”, em 2016, ou aproveitando um bloco de carnaval no início deste ano. Em agosto, gravou uma participação no longa-metragem “De Perto Ela Não é Normal”, roteirizado e protagonizado por Suzana Pires, ainda sem data de estreia.

Orlando Drummond é casado há quase 70 anos com dona Glória; a união rendeu dois filhos, cinco netos – três deles também dubladores – e dois bisnetos. Ao citado “Hora 1”, revelou os segredos da vitalidade: prazer no trabalho e nas relações familiares. A casa, que ocupa praticamente desde o casamento, hoje está em festa, com toda certeza. Ele merece!

Acompanhe muito mais na sua Rede Social preferida:

Instagram: @RD1Oficial

Twitter:   @RD1Oficial

Facebook: @RD1Oficial  


Recomendados para Você:

COMENTÁRIOS - Interaja Você Também! ⬇

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Está opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo!