Os bastidores de Top Model; último capítulo da novela completa 30 anos

Top Model
Gabriela Duarte (Olívia), Marcelo Faria (Elvis), Henrique Farias (Ringo), Carol Machado (Jane) e Igor Roberto Lage (Lennon) em Top Model; último capítulo de clássico das 19h completa 30 anos (Imagem: Divulgação / Globo)

Há 30 anos, a Globo exibia o último capítulo de uma novela que marcou a década de 1980 – mesmo estreando no último quadrimestre de 1989 – e o horário das 19h. Top Model, de Antonio Calmon e Walther Negrão, fez história ao abordar questões pertinentes à adolescência, através dos filhos de Gaspar Kundera (Nuno Leal Maia) e de seus parentes / colegas. Também retratou as novas configurações familiares e o desejo de ascensão social através das passarelas, via Duda Pinheiro (Malu Mader). A coluna de hoje (4) resgata os bastidores da produção.

– Top Model ocuparia inicialmente o horário das 18h, substituindo Vida Nova (1988), de Benedito Ruy Barbosa. A Globo, entretanto, optou por entregar a faixa para Pacto de Sangue, novela que estreou com praticamente todos os seus capítulos já finalizados. Top Model seguiu cotada para o horário das seis, quando Daniel Filho, então diretor da Central Globo de Produções, a promoveu para o horário das 19h. Com a alteração, a sinopse precisou ser readequada e a direção passou de Ricardo Waddington para Fred Confalonieri e Mário Márcio Bandarra. A cargo do núcleo jovem, esteve Carlos Wilson, o Damião, conhecido professor do Tablado.

Top Model
Adriana Esteves (Tininha) e Flávia Alessandra (Tânia) em Top Model (Imagem: Divulgação / Globo)

– Com a alteração, criou-se um impasse: como encaixar no elenco a jovem Flávia Alessandra, que conquistara um papel em Top Model através do concurso homônimo produzido por Ricardo Waddington e levado ao ar no Domingão do Faustão? Os autores, habilmente, criaram Tânia especialmente para a atriz. E os novos diretores ainda escalaram as duas jovens que disputavam a vaga com Flávia: Adriana Esteves (Tininha) e Gabriela Duarte (Olívia).

– Foi também o primeiro trabalho fixo em novelas de Zezé Polessa (Naná) e Evandro Mesquita (Saldanha). Ainda, a estreia de Drica Moraes (Cida) na TV e de Miguel Magno (Marvin) na Globo.

– O elenco inicial também passou por alterações: Raul Cortez interpretaria Alex Kundera, que acabou nas mãos de Cecil Thiré. Bruna Lombardi estava escalada para o principal personagem feminino da trama (Marisa, provavelmente, entregue a Maria Zilda Bethlem). Eva Wilma e Luma de Oliveira também figuraram nas listas iniciais do elenco. Antonio Fagundes fora sondado para viver Gaspar, substituindo Nuno Leal Maia, que regravou suas primeiras cenas por ainda carregar resquícios de seu personagem anterior, Toni Carrado, em Mandala (1987).

Top Model
Nuno Leal Maia (Gaspar) em Top Model (Imagem: Divulgação / Globo)

– Raul (Alexandre Frota), inicialmente, se chamaria Marcão. E a estrela da novela, Duda (Malu Mader), por pouco não atendeu por Bárbara. Até mesmo a confecção Covery, um dos pilares da narrativa, tinha outro nome: Zana. Podemos notar no primeiro capítulo que Suzana (Marília Pêra), ao escrever na areia a pista que levaria o filho Lucas (Taumaturgo Ferreira) ao encontro do pai, rabisca “Zana”. Um brusco corte na edição solucionou a troca de nomes. A edição também inseriu eletronicamente o outdoor da Covery que Lucas avista assim que desembarca no Rio de Janeiro. Provavelmente pelo fato do outdoor inicialmente utilizado nas gravações promover a confecção “Zana”. No resumo da primeira semana da novela, publicado em O Globo de 17 de setembro de 1989, consta também a descrição da seguinte cena: “Lucas percebe que Zana é também o final do nome de sua mãe”. Prova cabal de que a confecção denunciaria a relação de Gaspar (Nuno Leal Maia) e Alex (Cecil Thiré) com a genitora do grafiteiro.

– Na sinopse original, Artur (Jonas Torres) morreria, em virtude do coágulo que possuía no cérebro. Mas, pouco depois, surgiria Daniel, um sósia do filho de Jacques (Jonas Bloch) e Lia (Denise Del Vecchio), mas com personalidade bastante diferente de Artur: extremamente rebelde e bastante inconveniente. Olívia, encantada com a semelhança entre Daniel e seu namorado, se apaixonaria pelo rapaz. O plano, entretanto, não foi adiante e foi Artur mesmo quem assumiu este comportamento “marginal” após a cirurgia para remoção do coágulo.

– Top Model abordou os conflitos da adolescência; dentre eles, a masturbação. Causou alvoroço a cena em que Gaspar leva uma namorada para dormir em casa, o que acabou não acontecendo devido à intromissão de seus filhos. O surfista, irritado, retira uma revista erótica das mãos de Ringo (Henrique Farias), dizendo “Se eu fiquei na mão, você também vai ficar!”. A cena repercutiu no jornal Folha de São Paulo, em 27 de setembro de 1989, que relacionou a liberdade de discussão do tema na novela à queda da Censura de Diversões Públicas, através da promulgação da Constituição de 1988.

– Um colégio na Barra da Tijuca foi utilizado para desafogar as gravações na praia da Macumba, no Rio de Janeiro. Aproveitando-se do grande número de jovens presentes na trama, Daniel Filho sugeriu aos autores a inclusão do ambiente escolar, visando aliviar as externas, que começavam a ser prejudicadas pelo grande número de curiosos, fãs da novela.

– Os audaciosos modelos criados por Lucas (Taumaturgo Ferreira) especialmente para Duda (Malu Mader) eram concebidos pelo figurinista Marco Aurélio e a editora de moda Nettzy de Carvajal, que já havia prestado consultoria à primeira versão de Tititi (1985).

Top Model
Gabriela Duarte (Olívia) e Regina Duarte (Florinda) em Top Model (Imagem: Divulgação / Globo)

– As ex-mulheres de Gaspar (Nuno Leal Maia) deram um charme extra à Top Model. Convidada por Antonio Calmon durante um festival de cinema em Fortaleza, Regina Duarte prontamente aceitou viver na ficção a mãe de sua filha na vida real, Gabriela Duarte (Olívia). Fotógrafa profissional e militante política, Florinda possuía uma história de vida sem igual! Viajara mundo afora, conhecendo pessoas importantes em vários países. Era a mulher que havia incentivado os Rolling Stones a cantarem juntos novamente, segundo definição de Calmon.

– Já Rita Lee aceitou o convite do autor após consultar os filhos, Roberto, João e Antônio, fãs confessos da novela. Belatrix (em homenagem à vigésima estrela da constelação de Gêmeos) era o nome esotérico de Maria Regina, mãe de Ringo Star (Henrique Farias) e Jane Fonda (Carol Machado), que surgia em um disco-voador e fazia “amor por telepatia” com Saldanha (Evandro Mesquita), conforme dizia a música Mania de Você, sucesso de Rita.

– Susana Vieira, por sua vez, viveu Bárbara Ellen, mãe de Elvis (Marcelo Faria). Herdeira de poços de petróleo, de uma rede de hotéis e de uma produtora audiovisual, a milionária não pensava em deixar Dallas para viver no Brasil; veio ao país tupiniquim apenas para impedir o casamento de seu filho com Tininha (Adriana Esteves).

Top Model
Malu Mader (Duda) em Top Model (Imagem: Divulgação / Globo)

– Alexia Deschamps e Ingra Liberato, antes de ingressarem na carreira de atriz, deram o ar da graça em Top Model como modelos da Covery. Já Eduardo Moscovis aparecia pela primeira vez na TV, como figurante. Era ele um dos vendedores que circulavam pela confecção. Ana Maria Tornaghi, Humberto Saade, o ator Guilherme Leme e a modelo sensação da época Vanessa de Oliveira participaram de uma festa promovida por Alex durante a narrativa.

– O grupo Oingo Boingo, presente na trilha internacional da novela com Stay, também marcou presença. Foi durante um show da banda que Júnior (Rodrigo Penna Pereira) e Ringo (Henrique Faria) foram sequestrados por Grilo (Chiquinho Brandão).

– O sucesso de Top Model popularizou a música de abertura, Eu Só Quero Ser Feliz, do grupo Buana 4, formado por Maurício Barros (voz e teclados), egresso do Barão Vermelho, Billy Brandão (guitarra), Gian Fabra (baixo) e Guilherme Valdetato (bateria). Após um roteiro de shows pelo Rio de Janeiro, o grupo recebeu de Jorge Davidson, a encomenda de uma música para a novela. Composta em dois dias, Eu Só Quero Ser Feliz rendeu ao Buana 4 um contrato com a gravadora Emi – Odeon.

– Oceano, tema de Lucas, fez tanto sucesso que levou o Troféu Imprensa de melhor música de 1989, disputando com Bem Que Se Quis, de Marisa Monte, e Astronauta de Mármore, do Nenhum de Nós. Intérprete de Lucas, Taumaturgo Ferreira comentou, na época: “Estava na casa da praia para uma cena em que tinha de pichar o muro com o nome da Suzana, mãe do Lucas, quando o (Roberto) Talma trouxe uma fita no walkman. Fiquei escutando, olhando para o mar, e chorei. A música deu o tom do meu personagem e eu nem gostava de ouvi-la muito para não secar a fonte. Ela me inspirou demais na composição do Lucas”.

Top Model
Zezé Polessa (Naná) em Top Model (Imagem: Divulgação / Globo)

– O merchandising, como não poderia deixar de ser, também integrou a narrativa de Top Model. A Grow lançou o Fluff, uma bolinha elástica semelhante a um ouriço do mar, na novela. Recomendado por psicólogos americanos para o alívio do estresse, o Fluff surgiu no folhetim durante uma tensa reunião dos executivos da Covery, em que eles agarravam a bolinha e não a soltavam mais. A ação levou a Grow a desembolsar 150 mil dólares, por seis cenas na novela.

– Apesar dos lucros obtidos pela trama, os planos econômicos adotados no início do mandato de Fernando Collor de Melo levaram os autores a economizarem na pirotecnia do último capítulo. Justamente com o script, fora o recado de Antonio Calmon e Walther Negrão: “Em vista das dificuldades recentes causadas pelo plano econômico, e também por ter preferido ficar mais na dramaticidade do que nos fogos de artifício habituais em fim de novela, fizemos um capítulo relativamente simples para finalizar. Portanto, façam direito o que têm que fazer, já que estamos privados de eventos e produções complicadas”.

– A novela é, até hoje, a reprise “mais recente” do Vale a Pena Ver de Novo. Encerrada em 5 de maio de 1990, voltou ao ar em 14 de janeiro de 1991, oito meses e oito dias após seu término. A reprise foi até 5 de julho do mesmo ano, totalizando 125 capítulos, 72 a menos que a original.

– Durante sua reprise no Vale a Pena Ver de Novo, Top Model era antecedida por minisséries. Riacho Doce (1990), O Pagador de Promessas (1988), O Tempo e o Vento (1985) e Lampião e Maria Bonita (1982) dividiam o horário vespertino com a novela de Antonio Calmon e Walther Negrão.

– Com a reprise na faixa vespertina, Malu Mader esteve no ar em duas produções, simultaneamente: à tarde como Duda, de Top Model, e a noite como Márcia, de O Dono do Mundo (1991).

– Já no Viva, a novela retornou, na íntegra, em 19 de dezembro de 2011, exatos 21 anos, 7 meses e 13 dias após seu término no horário das 19h. E 20 anos, 5 meses e 13 dias de sua primeira reapresentação.

– O último capítulo da reprise no Canal Viva foi ar em 18 de setembro de 2012, dia em que a trama completava 23 anos de sua estreia.

Duh Secco é “telemaníaco” desde criancinha. Em 2014, criou o blog “Vivo no Viva”, repercutindo novelas e demais atrações do Canal Viva. Foi contratado pela Globosat no ano seguinte. Integra o time do RD1 desde 2016, nas funções de repórter e colunista. Também está nas redes sociais e no YouTube (@DuhSecco), sempre reverenciando a história da TV e comentando as produções atuais.

WordPress Lightbox