Pai de santo consegue 1ª vitória contra Netflix por especial do Porta

Netflix
Pai de Santo enfrenta Porta dos Fundos e Netflix na Justiça (Imagem: Divulgação / Porta dos Fundos)

A Justiça do Rio de Janeiro tomou uma decisão sobre o processo aberto pelo Babalorixa Alexandre Montecerrath contra a Netflix e o Porta dos Fundos por “afronta aos valores religiosos”.

A ação gira em torno do polêmico Especial de Natal Porta dos Fundos: A Primeira Tentação de Cristo, lançado no final do ano passado, que conta a história de um Jesus Cristo gay. Segundo O Povo, o pai de santo pede indenização de R$ 1 bilhão, que iria para igrejas comprovadamente carentes.

A 26ª Vara Cível do Rio de Janeiro, então, concedeu isenção das custas processuais ao Babalorixa. A decisão, considerada pelo advogado Anselmo Costa como “a primeira vitória contra o Netflix” no caso, é da juíza Rosana Simen Rangel.

Para o representante dele, o despacho garante ao centro de umbanda Ilê Asé Ofá de Prata, representado pelo Babalorixa, o livre acesso à Justiça num estado democrático de direito.

“Temos de uma igreja muito pobre e humilde que está lutando contra esse gigante que acha que pode comprar todos. Isso pode colaborar de uma forma genérica para todos aqueles que tiveram sua fé abalada”, disse ele ao jornal.

O pai de santo salientou que a produção do Porta dos Fundos tem um enredo “totalmente desrespeitoso” porque “adultera totalmente a história de Jesus perante a todas religiões que o cultuam”.

CONTINUE LENDO →

A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.